..: Paróquia Santa Teresinha do Menino Jesus :..


Redes Sociais

  • Facebook
  • Youtube

Goiânia, 19 de Setembro de 2020

Formação - O SOFRIMENTO PODE AJUDAR-NOS A CHEGAR MAIS PERTO DE DEUS?

O SOFRIMENTO PODE AJUDAR-NOS A CHEGAR MAIS PERTO DE DEUS?

 

Toda pessoa sofre em algum momento da vida. Mas o sofrimento não é o que Deus planejou para nós. É importante perceber que o sofrimento não é uma espécie de punição pessoal. Quando as pessoas sofrem, Deus sofre com elas. O mal veio ao mundo quando Adão e Eva caíram em pecado. Agora, que o sofrimento faz parte da vida, é inevitável. Para nos salvar dessa situação difícil, Jesus escolheu sofrer por todas as pessoas e morrer na Cruz. Ele fez isto por amor. Ele sabia que podia vencer o mal do diabo ao sacrificar a sua vida. Só Deus sabe se nos poderia ter salvado de uma maneira diferente. Jesus disse que Ele próprio teria de passar por grande sofrimento, ser rejeitado e morto (Mt 16,21 ;Mc 8,31).


O sofrimento é parte da missão de Jesus na Terra. Foi o que nos abriu caminho para a vida eterna no Céu. Deste modo, Jesus libertou-nos, porque, mesmo durante o sofrimento mais terrível, podemos esperar uma vida diferente: uma vida sem sofrimento no Céu!

 

 

 

Imagem relacionada

 

 

 

 

 

 

 

 

COMPREENDENDO O SOFRIMENTO

 

 

Jesus sofreu e morreu na Cruz por amor. Ao refletir sobre o seu sacrifício, podemos ganhar uma compreensão mais profunda do nosso próprio sofrimento. De acordo com o Papa Bento XVI, “ foi desta forma que Jesus deu sentido ao nosso sofrimento, um sentido que muitos homens e mulheres de todas as épocas compreenderam e fizeram seu, experimentando uma profunda serenidade também na amargura de árduas provas físicas e morais”. Desta forma, embora o sofrimento seja sempre, em última análise, causado pelo mal, ele ainda pode ser uma maneira de nos tornarmos mais próximos de Deus. Assim, algo de bom pode vir de algo mau.


Devemos tentar evitar a dor e o sofrimento, especialmente para os outros. Mesmo assim, haverá sempre muito sofrimento de sobra. Nós podemos oferecer (dedicar) o nosso sofrimento a Deus, com as palavras de São Paulo: “Vou completando na minha carne o que falta aos sofrimentos de Cristo, a favor do seu corpo, que é a Igreja” (CL 1,24). Desta forma, o nosso próprio sofrimento pode tornar-se significativo, tal com o sofrimento de Jesus na Cruz. Felizmente, Deus prometeu que não seremos testados para além do que podemos suportar, e que Ele nos dará força (1Cor 10,13). Foi por isso que São Paulo disse: “Tudo posso n`Aquele que me fortalece” (Fl 4,13).

 

 

QUEM FOI SANTA TERESA DE LISIEUX?

 

 

A jovem freira francesa Teresa de Lisieux sofreu intensamente durante a sua curta vida. Ainda em tenra idade contraiu tuberculose. Esta doença destruiu-lhe lentamente os pulmões e, naquele tempo, não havia medicamentos com os quais a tratar: uma forma agonizante de morrer. Mas Teresa olhou para além da dor e procurou o sentido para o seu sofrimento. Encontrou este significado na Cruz de Jesus. Isso permitiu-lhe sofrer com Ele para redenção do mundo. Teresa morreu aos vinte e quatro anos. A sua festa litúrgica celebra-se em 1 de outubro.

 

 

 

 

 

 

 

Resultado de imagem para santa teresa de lisieux e jesus


 

 

 

 

 

PEDIR SOFRIMENTO

 

 

Você até pode dar um passo mais longe e pedir a Deus para lhe enviar sofrimento, porque quer oferecê-lo para a sua salvação e a dos outros. Isto é uma boa oração, porque Deus nos dá apenas o que é bom para nós. A tradição do jejum e da abstinência também podem ser vistas sob essa luz. Em relação à prática de alguns cristãos que, deliberadamente, se ferem fisicamente a fim de partilharem o sofrimento de Jesus, temos de ser muito mais cuidadosos. Apesar de alguns santos terem feito isso, podemos argumentar que já há sofrimento suficiente no mundo. Santa Teresa de Lisieux preferiu humilhar-se, fazendo obras de caridade, a fazer penitência física. O perigo de procurar o sofrimento físico é que podemos nos tornar orgulhosos da nossa própria capacidade de resistir a ele. E este é precisamente o tipo de pecado pelo qual Jesus teve de morrer na Cruz!

 

 

ESPERANÇA

 

 

O sofrimento é um teste – às vezes muito duro – ao qual toda humanidade é submetida. Mas porque a morte não tem a última palavra, e porque Jesus ressuscitou dos mortos, podemos ansiar pela nossa ressurreição a partir de todos os nossos sofrimentos e tribulações. Podemos fazê-lo especialmente se oferecemos o nosso sofrimento a Deus – não devido aos nossos méritos, mas por causa de Jesus. São Paulo disse: “Prefiro gabar-me das minhas fraquezas para que a força de Cristo habite eme mim” (2Cor 12,9).

Data: 25/04/2019

Comentários

Subir


Facebook
Telefone: (62) 3584-3843
Av. Circular, Qd. E, Lt. E-1 – Setor Expansul - Aparecida de Goiânia/GO - Brasil Cep 74986-250
Copyright © 2020 - Paróquia Santa Teresinha do Menino Jesus. Todos os direitos reservados.