..: Paróquia Santa Teresinha do Menino Jesus :..


Redes Sociais

  • Facebook
  • Youtube

Goiânia, 19 de Setembro de 2020

Formação - Vou encontrar o meu animal de estimação no Céu?

Vou encontrar o meu animal de estimação no Céu?

 

Deus designou o ser humano para ser o guardião dos animais (Gn 2,19-20). A igreja ensina que devemos cuidar dos animais, como São Francisco fez. Mas há limites: “Pode-se amar os animais; não se deveria desviar para eles o afeto só devido às pessoas”(CIC 2418).

 

 

Resultado de imagem para animais gatos e cachorros

 

 

 

 

Os seres humanos e os animais

 

 

Há uma diferença fundamental entre os seres humanos e os animais. Pense nisso: embora alguns animais apresentem sinais de inteligência avançada, eles não podem raciocinar nem argumentar racionalmente como as pessoas podem. Eles não têm livre-arbítrio e não podem ser responsabilizados pelas suas ações. Os animais seguem os seus instintos; as pessoas seguem a sua razão (bem,pelo menos deveriam).

 

 

Imortalidade como diferença

 

 

Os animais são claramente bastante diferentes das pessoas. Enquanto a Bíblia menciona os animais pelo nome da espécie, Deus conhece cada ser humano individualmente, pelo nome (2Tm 2,19). Ele criou cada um de nós como um ser único: “Eu te chamei pelo nome, tu és meu” (Is 43,1). As pessoas têm uma alma imortal, que não pode morrer e foi criada diretamente por Deus no momento da concepção, fazendo nascer uma vida nova única.

Pelas nossas almas, podemos conhecer Deus e amá-lo, sempre com a sua ajuda e amor. Conhecer e amar são essenciais para a contemplação de Deus. A nossa maior tarefa na terra não é multiplicarmo-nos, mas aprender a viver com Deus e, finalmente, estar com Ele no Céu e contemplá-lo para sempre. A contemplação de Deus não faz sentido para os animais, uma vez que eles não podem dirigir racionalmente os seus pensamentos para Deus e amá-lo.

 

 

 

 

É permitido matar animais?

 

Deus proibiu o homicídio, pois criou-os à sua imagem (Gn9,5). Embora, como toda a criação, os animais carreguem alguns "traços" do seu Criador, Deus disse que os animais podem ser mortos para servirem de alimento (Gn 9,3) ou para uma oferta a Deus (Lv 1,2). No entanto, temos de cuidar adequadamente dos animais, e não devemos fazê-los sofrer desnecessariamente (Gn 2,19-20).

 

 

 

 

E sobre a reencarnação?

 

A reencarnação é a ideia de que a alma pode viver após a morte num corpo diferente. Este poderia ser o corpo de outro ser humano ou de um animal. Normalmente, ser reencarnado como um ser humano é visto como a maior possibilidade, e uma outra distinção é feita frequentemente entre os seres humanos “inferiores” e “superiores”. Esta doutrina da reencarnação vai contra a convicção católica de que uma pessoa tem uma alma e um corpo, que juntos formam um todo unificado. Corpo e alma formam um conjunto e fazem uma pessoa única. Nós morremos apenas uma vez, de acordo com a Escritura (Hb 9,27). Quando morremos, nosso corpo e nossa alma são temporariamente separados um do outro. Apesar de tudo, a alma não pode morrer. O corpo é enterrado, e a alma vai (esperançosamente) para o Céu. Lá, a alma permanece imperfeita até a ressurreição do corpo no fim dos tempos.

 

 

 

 

A finalidade da vida

 

 

Ao contrário dos seres humanos, os animais não têm nenhum propósito além das suas vidas terrenas. Eles não receberam uma alma imortal de Deus. Mas não vamos sentir falta deles no Céu, onde iremos estar na companhia dos santos, junto do trono de Deus, para o adorar e contemplar. Pode ser difícil de imaginar, mas não vamos precisar de mais nada para sermos felizes. Então, não vamos ter desejo de ver o nosso cão ou gato novamente. Se você não sabe o que dizer a alguém que está inconsolável porque o seu animal de estimação morreu, pense na seguinte história: Uma vez, um paroquiano, em lágrimas, queixou-se ao seu pároco que o padre assistente tinha acabado de lhe dizer que o seu querido gato que falecera não iria para o Céu. O velho padre respondeu que Deus, por amor, fez o Céu como um lugar de felicidade perfeita. “Então, se você precisar do seu gato para ser perfeitamente feliz, vai encontrá-lo lá!”

Data: 09/05/2019

Comentários

Subir


Facebook
Telefone: (62) 3584-3843
Av. Circular, Qd. E, Lt. E-1 – Setor Expansul - Aparecida de Goiânia/GO - Brasil Cep 74986-250
Copyright © 2020 - Paróquia Santa Teresinha do Menino Jesus. Todos os direitos reservados.