..: Paróquia Santa Teresinha do Menino Jesus :..


Redes Sociais

  • Facebook
  • Youtube

Goiânia, 17 de Dezembro de 2017

Oração - Via Sacra da Fé


Oração Preparatória

Senhor Jesus, Rei de dores, chegamo-nos para perto de Ti e suplicamos-Te que nos admitas na Tua companhia, juntamente com aqueles que Te acompanharam, ao longo deste caminho doloroso.

Somos pobres criaturas, só temos o nosso pecado para Te apresentar. E na confusão das nossas misérias e faltas, que queremos fazer conTigo esta Via Sacra. Digna-Te abençoar-nos e fazer chegar aos nossos corações o toque da Tua graça, que nos faça ver aquilo que em nós Te desagrada, e nos dê a força do Teu amor para nos convertemos e vivermos daqui para a frente,e cada vez mais, no cumprimento da tua Vontade. Amém.


1ª Estação: JESUS É CONDENADO À MORTE

1ª Estação: JESUS É CONDENADO À MORTE

Nós Vos adoramos e bendizemos, ó Jesus!
Que pela Vossa Santa Cruz remistes o mundo!

Aproximai-vos de Mim, meus filhos, vinde mais perto, pira verdes bem tudo o que se vai passar, para conhecerdes melhor a grandeza do Amor que se entrega por vós à humilhação, aos tormentos e à morte.

Chamo todas as almas de boa vontade. O Meu Amor não é só para alguns. Todos os Meus filhos têm lugar no Meu Coração, este Coração que não amais e que despedaçais com os vossos pecados.

Acabei de ouvir o povo preferir Barrabás e mandar Pilatos condenar-Me à morte. Ouço-o dos vossos  próprios lábios, quando preferis pecar, em vez de obedecer à Minha Lei, que considerais estreita e difícil.

Olhai com fé para o caminho que ides percorrer coMigo. Questionai-vos Justamente sobre isso: a fé. Vós tendes realmente fé? Tendes fé em Mim? Sabeis quem sou? Quem sou Eu para vós?

Pai nosso... Ave Maria... Glória...

Tende piedade de nós, Senhor!
Tende piedade de nós!

Que as almas dos fiéis defuntos,
Pela Misericórdia de Deus, descansem em paz.

2ª Estação: JESUS LEVA A SUA CRUZ

2ª Estação: JESUS LEVA A SUA CRUZ

Nós Vos adoramos e bendizemos, ó Jesus!
Que pela Vossa Santa Cruz remistes o mundo!

Meus filhos amados, olhai para Mim. Quem vos parece que Eu sou? Um pobre condenado sujeito a tudo quanto Lhe queiram fazer e dizer, sem direito algum de pedir e, muito menos, de mandar?

Sou Aquele que passa ainda no vosso mundo com a Cruz, uma Cruz que é cada vez mais pesada, à medida que o materialismo, os vícios e os erros se espalham entre vós e enganam muitos.

Sou hoje me mesmo que, há quase dois mil anos, percorreu o caminho até ao Calcário, debaixo dos apupos da multidão, que há bem pouco O tinha recebido com júbilo e hossanas.

Serei o mesmo amanhã e sempre.

Cruzo-Me convosco em todos os vossos caminhos, sempre levando esta cruz, com a qual Me quereis reconhecer.

A luz da Fé, se a quiserdes receber, dar-vos-á o conhecimento de quem Eu sou, mostra-vos-á que Eu sou Aquele que tem vós todos os direitos, o grande Deus Altíssimo, aquele que é.

Grande mistério este, diante dos vossos olhos! O Autor da vida. Aquele que tudo pode, aqui sujeito aos maus tratos e às más palavras!

Olhai-Me com Fé. Só a Fé vos poderá mostrar a verdade. Implorai a Fé e Eu dar-vo-la-ei.

Pai Nosso... Ave Maria... Glória...

Tende piedade de nós, Senhor?
Tende piedade de nós!

Que as almas dos fiéis defuntos,
pela Misericórdia de Deus, descansem em paz.

3ª Estação: JESUS CAI PELA PRIMEIRA VEZ

3ª Estação: JESUS CAI PELA PRIMEIRA VEZ

Nós, Vos adoramos e bendizemos, o Jesus!
Que pela Vossa Santa Cruz remistes o mundo!

Vede, meus filhos, como caio pelo caminho. Não aceitei que o caminho se tomasse mais fácil para Mim, que para os outros condenados.

Parece-vos impossível, como é que Eu, que mostrei tanto poder sobre as doenças, sobre os demônios, sobre as coisas e sobre as próprias tempestades, possa cair aqui, como qualquer ser fraco e alquebrado?

Também, igualmente, àqueles gentes parecia impossível. Julgavam ter-se enganado a Meu respeito, e muitos escandalizaram-se de Mim, porque a sua fé era fraca ou inexistente.

Se a vossa Fé for fraca, também vos escandalizareis da fraqueza que Eu aparento ter nas vossas vidas, no vosso dia a dia, e caireis debaixo da vossa própria cruz.

A falta de Fé é a origem de muitas quedas, é a origem de todas as vossas faltas de aceitação da Minha Vontade, das vossas rebeldias, até de tanta falta de caridade entre vós.

Procurai afastar um pouco os véus da Fé, e ver-Me-eis. Estou por trás de toda a Fé, estou naquilo que vos acontece, estou nos vossos irmãos.

Olhai para tudo com olhares de Fé e haveis de ver-Me. Será então que vivereis coMigo e que tereis paz.

Pai Nosso... Ave Maria... Glória...

Tende piedade de nós, Senhor!
Tende piedade de nós!

Que as almas dos fiéis defuntos,
pela Misericórdia de Deus, descansem em paz.

4ª Estação: JESUS ENCONTRA SUA MÃE

4ª Estação: JESUS ENCONTRA SUA MÃE

Nós Vos adoramos e bendizemos, ó Jesus!
Que pela Vossa Santa Cruz remistes o mundo!

Observa com fé esta passagem. Nela vês Minha Mãe, que também é tua Mãe, e que se aproxima como num desejo de Me agarrar e Me levar dali. Pobre Mãe amargurada! Na sua alma tudo é dor e dor profunda, a dor de ver caminhar para a morte o seu único e do amado Filho.

Se Ela pudesse, Tirava-Me a Cruz, a Coroa de espinhos e todas as dores. Se Ela pudesse, agarrava-Me em Seus braços e levava-Me para muito longe, como em criança Me levou para o Egito.

Mas agora não podia, não podia sequer tocar-Me, nem tão pouco aproximar-se mais!

Mas vós podeis aproximar-vos, nas asas da Fé. Podeis chegar-vos a Mim sempre que quiserdes e, com a vossa oração e sacrifício, aliviar a Minha dor. Podeis fazê-lo sempre que quiserdes Por que é, então, que não o fazeis mais vezes? Não será, meus filhos, a falta de Fé que vos faz esquecer de Me procurar mais, de Me descobrir debaixo dos seus do dia a dia?

Pedi-Me, muitas vezes, que vos afervore na Fé, que abra os vossos olhos,  para que Me vejais no vosso caminhos, à luz da Fé.

Pai Nosso... Ave Maria... Glória...

Tende piedade de nós, Senhor!
Tende piedade de nós!

Que as almas dos fiéis defuntos,
Pela Misericórdia de Deus, descansem em paz. 

5ª Estação: JESUS É AJUDADO PELO CIRENEU

5ª Estação: JESUS É AJUDADO PELO CIRENEU

Nós Vos adoramos e bendizemos, ó Jesus!
Que pela Vossa Santa Cruz remistes o mundo!

Este Caminho de dor, terá que ser sempre, para ti, caminho de fé porque dor sem fé, transforma-se em dor sem sentimento, sem finalidade, dor que é um peso morto, que fica estéril

É a Fé que te ajuda a levar a tua cruz, e erguê-la sem temor, a plantá-la  nos teus dias, como árvore frutífera, bem carregada, na qual poderás saciar a fome a muitos irmãos.

É a Fé que te aligeira o peso que, sem Fé se tomaria insuportável. É a Fé que te dá asas, para ergueres do chão a cruz e não caíres com ela.

A Fé é o bom cireneu, que segura todo o sofrimento e o adoça, porque mostra aquilo que a casca rugosa da tua Cruz esconde.

Se aceitas a Fé, aceitas a ajuda que te dou, aceitas o Meu braço que te ampara, aceitas acreditar no Meu Amor que te cobre e no Céu que te espera.

Avança, abraçada à Fé, crente firmemente em tudo o que te ensino e prometo. Sorri, através do sofrimento, dizendo-Me, nesse sorriso, que estás em Mim e que estás certa do Meu amor.

Pai Nosso... Ave Maria... Glória...

Tende piedade de nós, Senhor!
Tende piedade de nós!

Que as almas dos fiéis defuntos,
pela Misericórdia de Deus, descansem em paz.

6ª Estação: VERÓNICA LIMPA O ROSTO DE JESUS

6ª Estação: VERÓNICA LIMPA O ROSTO DE JESUS

Nós Vos adoramos e bendizemos, ó Jesus!
Que pela Vossa Santa Cruz, remistes o mundo!

A fé vai fazer-te agora, na etapa seguinte da tua vida espiritual, avançar perigosamente, aos olhos do mundo, porque todas as tomadas de posição em meu favor encerram um perigo: o perigo de serdes julgados, acusados e condenados, com Eu.

A Fé vai fazer-te agora, na etapa seguinte da tua vida espiritual, avançar perigosamente, aos olhos do mundo, porque todas as tomadas de posição em Meu favor encerram um perigo: o perigo de serdes julgados, acusados e condenados, corno Eu.

Não te esqueças de que. se os amigos te julgarem, se te condenarem pelas tuas atitudes a Meu favor, é coMigo que estarás, ainda mais próxima, na tua caminhada.

Esta mulher afrontou o perigo. Podia ser acusada, escorraçada,  magoada, até morta por aquele povo em fúria, ou pelos soldados, encarregados de manter a ordem e indiferentes às dores individuais ou coletivos.

Só a Fé, mas a Fé clara e inocente de criança, não a fé confusa, cheia de preceitos, de idéias falsas dos fariseus, vos poderá fazer avançar para Mim, como avançou esta mulher, vos dará forças para vos lançardes por amor de Mim, nos trabalhos, empresas e outros perigos, no decorrer dos vossos dias.

Segue-Me, sem desviam de Mim os teus olhos e a Fé te guiará  para mais perto de Mim, tornar-te-á mais permeável ao dom da Piedade, que te fará sair de ti, em atos de amor, traduzidos em obras.

Pai Nosso... Ave Maria... Glória...

Tende piedade de nós, Senhor!
Tende piedade de nós!

Que as almas dos fiéis defuntos,
pela Misericórdia de Deus, descansem em paz.

7ª Estação: JESUS CAI PELA SEGUNDA VEZ

7ª Estação: JESUS CAI PELA SEGUNDA VEZ

Nós Vos adoramos e bendizemos, ó Jesus!
Que pela Vossa Santa Cruz remistes o mundo!

À medida que ides avançando na Via Sacra da vossa vida, à medida que o sofrimento vos abate mais, mais vos vai custando a manter o olhar de fé sobre o que rodeia, sobre vós e até sobre Mim, este Ser caído, necessitado de ajuda, da vossa própria ajuda.

Caís muitas vezes neste caminho, caís sempre que olhais para a dor e para os vossos irmãos, sem ser através da lente que, Me pode ver em todos eles e em todos os sofrimentos que vos surgirem. É a lente da Fé.

Só a Fé revela aos vossos corações quem é este Homem que parece sem forças para vos ajudar, que parece deixar-vos convosco próprios. Só a Fé vos ajuda a ver aquilo que existe por detrás do enevoado do mundo.

Acercai-vinde Mim com olhares de fé e a Fé purificará os vossos olhos e      dará novos clarões ao vosso amor, nova direção e nova realidade as vossas vidas

Pai Nosso... Ave Maria... Glória...

Tende piedade de nós, Senhor!
Tende piedade de nós!

Que as almas dos fieis defuntos,
pela Misericórdia de Deus, descansem em paz.

8ª Estação: JESUS CONSOLA AS MULHERES DE JERUSALÉM

8ª Estação: JESUS CONSOLA AS MULHERES DE JERUSALÉM

Nos Vos adoramos e bendizemos, ó Jesus!
Que pela Vossa Santa Cruz remistes o mundo!

Vê-Me parar e olhar para estas mulheres que choram por Mim, como se chora por um amigo. Elas eram verdadeiramente Minhas amigas. Ao olhar para elas, olhei para todas as almas Minhas amigas, que haviam de existir no mundo, e que haviam de compadecer e participar nos Meus sofrimentos, cada uma à sua medida e de sua forma.

A todas elas aconselhei aquilo que aconselhei a estas mulheres. A todas as almas que sofrem, Eu recomendo que não chorem por mim, isto é, que não chorem por aquilo que lhes parece ser esse sofrimento, por aquilo que ele parece ter de humano, de errado, de falta de poder ou de atenção da Minha parte, por quanto lhe pareça esse sofrimento vir da pane dos homens.

Todo o vosso sofrimento é o Meu sofrimento. Por isso vos digo que não choreis por Mim, isto é, que não choreis pelo sofrimento, que não vos aflijais, não percais a confiança em Mim, por muito impotente ou afastado de vós que vos pareça, por muito poder que pareçam ter as criaturas, as doenças ou as circunstâncias, sobre vos.

E preciso que olheis para Mim com olhos de fé, para Mim, que passo no vosso sofrimento, curvado ao peso da Cruz, maltratado pelo peso das pancadas, humilhado pelas circunstâncias, e Me vejais corno o Senhor Tudo Poderoso, que pode, quando quiser, mudar tudo e, só não o faz porque o Seu sofrimento, no qual tomais parte, faz falta para a Salvação do mundo.

É sobre o mundo que deveis chorar, sobre os vossos pecados e os dos vossos irmãos, sobre a vossa desconfiança e falta de Fé.

Deixai que este Meu conselho às mulheres erga a vossa fé com novo clarão, e vede que a Cruz não é castigo, mas Salvação.

Pai Nosso... Ave Maria... Glória...

Tende piedade de nós, Senhor!
Tende piedade de nós!

Que as almas dos fieis defuntos,
pela Misericórdia de Deus, descansem em paz.

9ª Estação: JESUS CAI TERCEIRA VEZ

9ª Estação: JESUS CAI TERCEIRA VEZ

Nós Vos adoramos e bendizemos, ó Jesus!
Que pela Vossa Santa Cruz remistes o mundo!

 
Até onde pode chegar a tua Fé? Poderá chegar até à repetição das Minhas quedas? Chegará a tua Fé até veres c voltares a ver as mesmas situações embaraçosas, aflitivas ou dolorosamente repetidas do dia a dia monótono e cansativo, sem afrouxares e pores em dúvida a verdade oculta pelas nuvens que te cercam?

O repetir da queda é o repetir do sofrimento, é o repetir das lágrimas, o repetir daquelas situações que nau dependem de ti e que não consegues remediar, por muito que faças, e o repetir da tua súplica não atendida.

O repetir da queda é o repetir da dor a magoar lugares já magoados, é o silêncio continuado com que respondo, por vezes, aos teus pedidos, de que passe de ti o cálice.

Repara, o cálice não passou, quando Eu pedi, e a Cruz  pesadamente sobre Mim. Silencio do Céu, também Eu o senti, mas continuei, firmemente agarrado ao Amor do Pai, que foi a força que Me amparou, para conseguir levar a Redenção até ao fim.

Na repetição das tuas dores diárias, lembra-te de que Eu estou nessa que de dor, queda que traz o peso da Cruz e te derruba.

Repete o ato de fé e agarra-te como Eu ao amor. Deixa que o próprio Amor te derrube e lance sobre ti o peso incalculável da Minha Cruz. Não a levantarás sozinha pois Eu estou lá e ergo a parte mais pesada.

Abraça-te coMigo na queda, e coMigo te erguerás.

Pai Nosso... Ave Maria... Glória...

Tende piedade de nós, Senhor!
Tende piedade de nós!

Que as almas dos fieis defuntos,
pela Misericórdia de Deus, descansem em paz.

10ª Estação: JESUS E DESPOJADO DAS SUAS VESTES

10ª Estação: JESUS E DESPOJADO DAS SUAS VESTES

Nós Vos adoramos e bendizemos, ó Jesus!
Que pela Vossa Santa Cruz remistes o mundo!

Continua a avançar na Fé. Avançar agora até ao despojamento de tudo o que te pertence ou que julgas pertencer-te, aquilo que te parece mais teu, e reconhecerás que, afinal, nada é teu, enquanto criatura.

Vê como Me despojam de todas as roupas, e deixa-te avançar no despojamento, tanto quanto Eu quiser.

O despojamento é doação e amor, quando te despojas voluntariamente, mas é humilhação profunda, que te queima como lume, quando és despojado  vem pela mão de algum irmão Teu.

Então procuras, através da queixa, da murmuração ou de qualquer forma, mostrares o teu descontentamento, para assim te livrares de parte da humilhação, a parte que curva a cabeça e aceita, em silêncio, sem dar a saber, sem ouvir vozes de apoio.

É um deixar-se espoliar coMigo, até ao mais íntimo, até à alma e à inteligência.

É muito difícil este passo, mas se te ofereço, aceita-o como um tesouro, pois, esta passagem da Minha Paixão, vós não tendes muitas ocasiões de a partilhar coMigo. Aquelas ocasiões que tento oferecer a alguém são, de modo geral, recusadas.

Minha filha, preciso que entres, em profundidade, na Minha Paixão, e que a transportes para a tua vida, guiada pela fé que te dou. Não te deixes ficar pela periferia, pela pena daquilo que Eu sofri, por uma contemplação estéril daquilo que não faz parte da tua vivência, nem da época em que vives.

A Minha Paixão não é para se aprender historicamente, é para se viver diariamente, naquilo que de desagradável vai acontecendo.  Coloca a Minha Paixão na tua vida e viverás na Fé.

Pai Nosso... Ave Maria... Glória...   

Tende piedade de nós, Senhor!
Tende piedade de nós!

Que as almas dos fieis defuntos,
pela Misericórdia de Deus, descansem em paz.

11ª Estação: JESUS É PREGADO NA CRUZ

11ª Estação: JESUS É PREGADO NA CRUZ

Nós Vos adoramos e bendizemos, ó Jesus!
Que pela Vossa Santa Cruz remistes o mundo!

Ninguém fica só pela humilhação do despojamento. Eu também não fiquei, porque o despojamento leva a inevitavelmente à cruz.

Depois de Me despojarem das Minhas vestes. Estenderam-Me no chão e pregara-me na Cruz. A todos aqueles que aceitaram ser despojados, acontecerá o mesmo.

Muitos vê no despojamento um fraco, que não sabe defender-me nem defender aquilo que é seu. Eu também parecia ali um fraco, completamente indefeso e sujeito a tudo o que Me quisessem fazer.

Aqueles que assim pensam esquecem ou não sabem que Eu deixe-Me despojar e pregar, não por ser fraco, mas por ser forte e aceitar subter-Me a tudo aquilo, sem mostrar a Minha força, para poder, pela humilhação, vencer o pecado do orgulho que se revolta contra Deus.

Também aqueles que, silenciosamente Me acompanham do despojamento à Cruz, não são fracos, mas fortes da Minha força, que cerra os seus lábios, fortes na Fé que lhes mostra, para além do sofrimento, horizontes mais vastos, horizontes que o mundo não pode ver, horizontes do Amor, que só a Fé revela.

É esta Fé que quero transmitir-te, para te dar a fortaleza na Cruz diária.

Pai Nosso... Ave Maria... Glória...   

Tende piedade de nós, Senhor!
Tende piedade de nós!

Que as almas dos fieis defuntos,
pela Misericórdia de Deus, descansem em paz.

12ª Estação: JESUS MORRE NA CRUZ

12ª Estação: JESUS MORRE NA CRUZ

Nós Vos adoramos e bendizemos, ó Jesus!
Que pela Vossa Santa Cruz remistes o mundo!

A cruz é lugar onde agonizei nas três horas mais difíceis de toda a Minha vida. Foram, realmente, três horas de agonia extrema, de aflição, de dor sem lenitivo nem paragem, sem um pinico instante de repouso, aumentando, à medida que as horas decorriam.

Esta tortura da aflições mortais, daria para desesperar que não fosse amparado pela graça. Era de tal forma atordoante que originava, freqüentemente, desmaios parecidos com morte.

Para prever enganos desse tipo, que poderia originar depois fugas de condenados, costumavam partir os ossos das pernas àqueles que demoravam a morrem ou dos quais não se tinha bem a certeza se estavam mortos.

Não permiti que os ossos do Meu Corpo perfeitíssimo fosse quebrados, mas aproveitei para deixar abrir no Meu Coração a quinta Chagas, a chaga que prova a morte de Amor, Chagas que é abrigo para aqueles que se vêem em Cruz de aflições mortais.

É aqui, nesta Chaga sagrada, aberta para ti depois da Minha morte, que deves vir buscar repouso e alimento.

Por muito que sobras, por muitas trevas que te envolvam, sempre encontrarás nesta Chaga o Sangue precioso que te dará a força para continuares.

Permanece na Cruz coMigo. Não padecerás a Minha sede mortal, porque, na tua sede, se quiseres, Eu dar-te-ei de beber na Chaga do Meu Coração.

Pai Nosso... Ave Maria... Glória...  

Tende piedade de nós, Senhor!
Tende piedade de nós!

Que as almas dos fieis defuntos,
pela Misericórdia de Deus, descansem em paz.

13ª Estação: JESUS É COLOCADO NOS BRAÇOS DE SUA MÃE

13ª Estação: JESUS É COLOCADO NOS BRAÇOS DE SUA MÃE

Nós Vos adoramos e bendizemos, ó Jesus!
Que pela Vossa Santa Cruz remistes o mundo!

Nos braços de Minha Mãe, repouso agora. São braços suaves, braços cheios de Amor.

Se estás cansada do teu trabalho, da tua luta, do sofrimento, das tentações, vem também para os braços onde durmo agora o sono real da morte.

Não poderei ficar nos braços dEle muito tempo, mas tu poderás ficar o tempo que quiseres.

Ficarás nos braços dEla, sempre que com Ela te recolheres em oração, cada vez que rezardes o terço unida a Ela, sem pressas de acabar.

Deves ter pressa de ir para junto dEla, mas pressa de sair, do que aquela que Eu mostro neste momento  em que, morto, repouso nos seus braços.

Fica coMigo nos braços de nossa Mãe e receberás o conforto de que necessitas, para o trabalho que te espera.

Pai Nosso... Ave Maria... Glória...  

Tende piedade de nós, Senhor!
Tende piedade de nós!

Que as almas dos fieis defuntos,
pela Misericórdia de Deus, descansem em paz.

14ª Estação: JESUS É COLOCADO NO SEPULCRO

14ª Estação: JESUS É COLOCADO NO SEPULCRO

Nós Vos adoramos e bendizemos, ó Jesus!
Que pela Vossa Santa Cruz remistes o mundo!

Dos braços de minha Mãe, passo para os daqueles que Me colocaram no Sepulcro. São braços menos delicados mas, ainda assim, braços que Me tratam com respeito e amor, com atenção e cuidado, apesar da urgência das horas, pela aproximação do sábado que eles tinham que respeitar e que não permitia trabalhos de espécie alguma.

Apesar dessa urgência, eles não descuidaram a atenção, não atiraram coMigo de qualquer forma, confiantes de que haviam de ter tempo para Me sepultar, com a honra e o respeito que me deviam.

As vossas pressas são, normalmente, falta de confiança em mim, filha da falta de fé, e originam faltas de amor sem número.

É esta a raiz da vossa rapidez e falta de atenção quando rezais. Tendes pressa para o trabalho que vos espera. Na hora da oração, é que o vosso trabalho se torna mais premente, mais importante, muitas vezes mais importante do que Eu.

Por isso Me tratais de qualquer maneira e faltais ao amor e à atenção que Me deveis.

A hora de oração, meus filhos, é apenas isso: hora de oração. Não é hora para mais nada, nem sequer para pensar no trabalho ou noutras coisas, voluntariamente. 

Vinda à oração com disponibilidade, com a doação total desse tempo, como aqueles filhos que Me sepultaram, e Eu farei do vosso coração o lugar do Meu repouso, de onde Me levantarei e vos levantarei na Ressurreição.

Pai Nosso... Ave Maria... Glória...  

Tende piedade de nós, Senhor!
Tende piedade de nós!

Que as almas dos fieis defuntos,
pela Misericórdia de Deus, descansem em paz.

15ª Estação: RESSURREIÇÃO

15ª Estação: RESSURREIÇÃO

Nós Vos adoramos e bendizemos, ó Jesus!
Que pela Vossa Santa Cruz remistes o mundo!

Vem agora olhar-Me, na minha saída gloriosa do sepulcro, e vê se te pareço ainda esse ser fraco e indefeso humilhado na sua fraqueza.

É aqui que, realmente, a Fé te conduza. Se crês na Minha força, crês na Minha força, crês na minha vitória contra o mal e contra o mundo, vitória contra tudo aquilo que parecia vencer-Me.

Vês agora que Eu, realmente, sou o forte e que tu podes ser forte, quando mais a Mim te unires.

Enquanto te ligares às coisas e às pessoas, serás fracas, mas quanto mais te despojares, de tudo, mais Eu serei tudo em ti, mais serei a tua força. Quanto mais pobre estiveres de tudo, mais Eu serei a tua riqueza e mais poderás servir-te daquilo que é Meu e que Eu ponho à disposição dos que são de coração pobre.

Morre em cada dia ao teu “eu” e o Meu amor ressuscitará amplamente no teu coração.

Pai Nosso... Ave Maria... Glória...  

Tende piedade de nós, Senhor!
Tende piedade de nós!

Que as almas dos fieis defuntos,
pela Misericórdia de Deus, descansem em paz.


Oração Final

Agora que terminamos esta Via Sacra, ajoelhamo-nos junto de Ti, Jesus, e prometemos cumprir com fidelidade aquilo que Te dignaste ensinar-nos.

Concede-nos a graça de seguirmos, na nossa vida de todos os dias, com vivos sentimentos de fé e de aceitação da Tua Vontade Santíssima.

Imploramos a Tua bênção sobre nós e sobre todos aqueles com quem tenhamos de lidar.

Oferecemos-Te os nosso corações para amar-Te e as nossas vidas para servir-Te, desde agora e para sempre. Amém

PARA ALCANÇAR AS INDULGÊNCIAS DA VIA SACRA:

Pelo Santo Padre:

Pai Nosso... Ave Maria... Glória... 

Subir


Facebook
Telefone: (62) 3584-3843
Av. Circular, Qd. E, Lt. E-1 – Setor Expansul - Aparecida de Goiânia/GO - Brasil Cep 74986-250
Copyright © 2017 - Paróquia Santa Teresinha do Menino Jesus. Todos os direitos reservados.