..: Paróquia Santa Teresinha do Menino Jesus :..


Redes Sociais

  • Facebook
  • Youtube

Goiânia, 13 de Dezembro de 2017

Oração - Rezando a Via Sacra da Quaresma

      Cruz, segredo de amor

Oração Preparatória

Vamos iniciar este caminho doloroso, acompanhar-te, ó Jesus, nos passos que deste por nós na caminhada para o calvário. É com dor e amor que te queremos acompanhar, dor pelos nossos pecados sempre tão repetidos, mesmo depois de prometermos não mais os fazer, amor que te queremos dar, para compensar todas as vezes que não te amamos, que pelos nossos pecados te desprezamos e o esquecemos. Nós te pedimos, concede-nos a graça de nesta Via Sacra, alcançarmos uma maior compreensão das tuas dores e da nossa ingratidão, uma maior noção da nossa responsabilidade no drama da Paixão e na obra do teu amor nas almas. Enche os nossos corações com o teu amor e por esse amor, purifica-nos, a fim de que consigamos fazer esta Via Sacra com aquela pureza que te agrada.

Amém


1ª Estação: JESUS É CONDENADO À MORTE

1ª Estação: JESUS É CONDENADO À MORTE

Nós Vos adoramos e bendizemos, ó Jesus!
Que pela Vossa Santa Cruz remistes o mundo!

Fui condenado à morte!

Onde está o povo que beneficiei e que devia defender-me? Que desilusão se tivesse trabalhado por amor dos homens, para que os homens me aplaudissem e socorressem!

Trabalhei por amor dos homens, amor desinteressado, só parasalva-los. Mas, principalmente trabalhei por amor do Pai, pelo cumprimento da Sua vontade. Trabalha também tu só por amor de mim, e aqui onde sou condenado à morte, reitera uma vez mais as tuas promessas de amor e de fidelidade, porque aqui eu só vejo os rostos iracundos dos sacerdotes, os rostos excitados do povo, os rostos indiferentes dos romanos. Presenteia-me com o teu amor, porque o amor é sempre refrigério para quem sofre.

Quando tu sofreres as incompreensões do mundo, quando o mundo te condenar, o meu amor será o teu refrigério. E nessa altura, lembrar-te-ás que primeiro fui Eu o incompreendido, caluniado, condenado e aceitarás por meu amor, tudo aquilo que o mundo te fizer sofrer. Como Eu, levarás a tua cruz e irás atrás de mim neste caminho que conduz ao calvário e depois ao céu.

Pai Nosso... Ave Maria... Glória...

Tende piedade de nós, Senhor!
Tende piedade de nós!
Que as almas dos fiéis defuntos, pela misericórdia de Deus, descansem em paz.

2ª Estação: JESUS LEVA A SUA CRUZ

2ª Estação: JESUS LEVA A SUA CRUZ

Nós Vos adoramos e bendizemos, ó Jesus!
Que pela Vossa Santa Cruz remistes o mundo!

Vou a caminho do calvário, contigo. A cruz é pesada. Como me pesa a tua cruz... acruz que tu devias levar... acruz dos teus pecados!

Como me pesa a cruz que devia ser tua... Acruz que os teus pecados fabricaram para Eu levar! Vê que foi formada por todos os teus pecados, aqueles pecados que tu cometeste. Por Amor os tomei sobre mim! Por amor te livrei desse peso imenso que te esmagaria! Ajudas-me a levar este peso que, afinal, é teu?

Tudo o que sofres ou venhas a sofrer. São bocadinhos de cruz, que aceitas para me aliviar deste peso esmagador. Cada cruz que recusas é um peso que lanças sobre mim.

Meus filhos, como me pesam os vossos pecados! Chorai os vossos pecados, cujo peso é para vós incalculável, e que não podeis comparar a esses pedacinhos, que às vezes vos ofereço.

Chorai os vossos pecados, grandes ou pequenos, são todos grandes, perante a pureza infinita de Deus. Todos eles Eu tive de expiar! São eles que me pesam! São eles que formam a minha cruz.

Aceitai a vossa cruz, como Eu aceitei a minha, formada por vós. Aceitai a cruz que vos mando, para vos purificar e santificar, e vinde em meu seguimento, até ao alto.

Pai Nosso... Ave Maria... Glória...

Tende piedade de nós, Senhor! Tende piedade de nós!

Que as almas dos fiéis defuntos, pela misericórdia de Deus, descansem em paz.

3ª Estação: JESUS CAI PELA PRIMEIRA VEZ

3ª Estação: JESUS CAI PELA PRIMEIRA VEZ

Nós Vos adoramos e bendizemos, Ó Jesus!
Que pela Vossa Santa Cruz remistes o mundo!

Caí... magoei-me... Esta minha primeira queda foi motivada pelos teus pecados...pelos pecados pessoais de cada um dos meus filhos.

Vê nesta queda os teus numerosos pecados, que me fizeram cair no chão. Vê como o seu peso me empurrou e pesou de tal forma sobre mim, que caí.

Sim, os teus pecados, essa enormidade, caiu sobre mim, como uma montanha de lixo! Quanto lixo lançastes sobre mim, com os pecados de toda a tua vida!

Olha para mim, caído, abatido, magoado!

Quando estiveres para pecar, lembra-te de que foram os teus pecados pessoais que me fizeram cair, e vê se queres lançar mais esse sobre mim, a aumentar o peso dos que já lançaste até agora.

Lança-te para mim, caído e magoado. Pede-me auxílio. Dar-te-ei força para resistires às tentações.

Pai Nosso... Ave Maria... Glória...

Tende piedade de nós, Senhor! Tende piedade de nós!

Que as almas dos fiéis defuntos, pela Misericórdia de Deus, descansem em paz.

4ª Estação: JESUS ENCONTRA SUA MÃE

4ª Estação: JESUS ENCONTRA SUA MÃE

Nós Vos adoramos e bendizemos, ó Jesus!
Que pela Vossa Santa Cruz remistes o mundo!

Minha Mãe... Mãe dolorosa!... Ali está ela... Oh, como sofre! Quisera eu sofrer mais para lhe poupar esta dor! Olha para esta Mãe, vê os seus olhos lacrimosos e já inchados de tanto chorar!

Que mal fez esta mulher inocente para assim lhe ser dado tanto sofrimento?

Sofre por me ver sofrer, sofre em união comigo, sofre porque Eu sofro... Sofre porque tu pecaste! Olhei para ela. Olha também... Foi um instante, porque não me deixavam parar. Avancei e a turba separou-nos, mas o meu coração ficou com ela.

Fica também tu com ela e ampara-a na sua dor. Deixa que seja ela a amparar-te em todas as tuas dores.

Chora de arrependimento, no seu peito, os pecados que a fizeram chorar a Ela, os teus, em primeiro lugar, e depois os do inundo, os daqueles que não se querem arrepender.

Continua a caminhar com ela, atrás de mim. Sobe com ela ao calvário, ao meu calvário, ao calvário onde ela subiu, e a calvário que terás na tua vida.

Pai Nosso... Ave Maria... Glória...

Tende piedade de nós, Senhor!Tende piedade de nós!

Que as almas dos fieis defuntos, pela Misericórdia de Deus, descansem em paz.

5ª Estação: JESUS É AJUDADO PELO CIRENEU

5ª Estação: JESUS É AJUDADO PELO CIRENEU

Nós Vos adoramos e bendizemos, ó Jesus!
Que pela Vossa Santa Cruz remistes o mundo!

Como estou cansado!... Como me pesa a cruz dosteus pecados! Como me pesa a cruz daquilo que te satisfez pecaminosamente, daquilo em que tu pecaste com cada um dos teus sentidos!...

Como me pesa aquilo em que tu pecaste com a tua inteligência e com os teus pensamentos!

Como me pesa aquilo em que tu pecaste com as tuas palavras descuidadas, levianas, iradas, palavras de mentira, de orgulho, de crítica!...

Como me pesa a cruz que tu formaste com a tua omissão ao dever, à caridade, à honra devida a Deus!...

Como me pesa a cruz formada pela tua falta de aceitação do sofrimento, a tua falta de aceitação do teu próximo, a cruz do teu desespero!...

Debaixo desta cruz que os teus pecados formaram, curvo-me cada vez mais.

Curvo-me mais, quanto menos tu te queres curvar em humildade, perante mim e perante o teu próximo.

Obrigam um homem a ajudar-me. Ele foi obrigado! O teu amor não te obrigará a ajudar-me também?...

Tu, sim deves ajudar-me a levar o peso que acumulaste sobre mim. Não será demais o esforço que fizeres para me ajudares a levar aquilo que é o teu peso e que tu devias levar.

Pai Nosso... Ave Maria... Glória...

Tende piedade de nós, Senhor! Tende piedade de nós!

Que as almas dos fiéis defuntos, pela Misericórdia de Deus, descansem em paz.

6ª Estação: VERÓNICA LIMPA O ROSTO DE JESUS

6ª Estação: VERÓNICA LIMPA O ROSTO DE JESUS

Nós vos adoramos e bendizemos, ó Jesus!
Que pela Vossa Santa Cruz remistes o mundo!

Esta mulher atravessa a multidão e sem medo, lança-se a frente. Vem ter comigo. Não tem receio de ser maltratada, de participar nos meus vexames.

Ela nem pensa! Avança levada pela força do seu amor. O amor dá força de gigantes aos mais frágeis.

Enxuga o meu rosto. É o único gesto de consolo que me permiti durante toda a Paixão, para além da companhia de minha mãe.

Esta mulher não acreditou nas calúnias que se levantavam contra mim. Continuou a amar-me nas minhas humilhações e não receou humilhar-se, mostrando-o em público.

Enquanto isso, outros, que se diziam meus amigos, escondiam-se, cheios de respeitos humanos, aumentando com isso o peso da minha dor.

Deixei o meu rosto impresso no véu dela, e deixo-o impresso na alma daqueles que não têm receio de se declarar por mim, perante o mundo.

Pai Nosso... Ave Maria... Glória...

Tende piedade de nós, senhor! Tende piedade de nós!

Que as almas dos fiéis defuntos, pela Misericórdia de Deus, descansem em paz.

7ª Estação: JESUS CAI PELA SEGUNDA VEZ

7ª Estação: JESUS CAI PELA SEGUNDA VEZ

Nós Vos adoramos e bendizemos, ó Jesus!
Que pela Vossa Santa Cruz remistes o mundo!

A minha segunda queda foi motivada pela indiferença dos cristãos, daqueles que se dizem cristãos, e levam uma vida indiferente, uma vida tíbia, uma vida de pacto consciente com o pecado, de tal forma que já nem reparam nele e tomam posição contra mim, opondo-se à minha Igreja e ao meu representante na Terra.

Foi montanha de peso esmagador, que me fez cair, me magoou nas pedras do caminho, em dor infinita!...

A Cruz tomou um peso infinitamente maior, nessa queda. Aqui estão todos os tíbios, todos os maus cristãos, os cristãos de verniz. Aqui estão os que, à força de tibieza se tomaram indiferentes, seguiram caminhos de ateísmo ou de lançamento de idéias falsas, para enganar outros tíbios.

Nesta queda estão todos os cristãos que só são cristãos de nome. Aqui estão todos os que se opõem à Minha Igreja.

Vê se alguma vez estiveste neste número, e tem cuidado para não lhe vires a pertencer no futuro.

Pai Nosso... Ave Maria... Glória...
Tende piedade de nós, Senhor! Tende piedade de nós!

Que as almas dos fiéis defuntos, pela Misericórdia de Deus, descansem em paz.

8ª Estação: JESUS CONSOLA AS MULHERES DE JERUSALÉM

8ª Estação: JESUS CONSOLA AS MULHERES DE JERUSALÉM

Nós Vos adoramos e bendizemos, ó Jesus!
Que pela Vossa Santa Cruz remistes o inundo!

No meio da minha dor, ainda encontro forças para consolar aqueles que vejo sofrer por minha causa.

Gostaria também de consolar a minha mãe, mas a multidão separou-a de mim. Tenho de deixar sem consolo aquela que mais sofre. É geralmente, o que acontece aos meus amigos mais íntimos. Ficam sem consolo, para melhor sofrerem comigo.

Acompanha-me agora na minha dor desconsolada, que consola os outros. Consola-me tu, arrependendo-te dos teus pecados e aceitando quanta expiação se apresentar no teu caminho. Com os teus atos de amor, consola-me mostrando-me que ainda posso encontrar fé sobre a Terra.

Não esperes melhor tratamento que aquele que Eu tive e não te admires quando a dor te visitar.

Pai Nosso... Ave Maria... Glória...

Tende piedade de nós, Senhor!
Tende piedade de nós!

Que as almas dos fiéis defuntos, pela Misericórdia de Deus, descansem em paz.

9ª Estação: JESUS CAI TERCEIRA VEZ

9ª Estação: JESUS CAI TERCEIRA VEZ

Nós Vos adoramos e bendizemos, ó Jesus!
Que pela Vossa Santa Cruz remistes o mundo!

A minha terceira queda foi motivada pelos pecados do mundo, os grandes pecados, o afastamento, a impiedade daqueles que fazem gala em não me querer, em perseguir os meus filhos.

Foi provocada, tanto pelos grandes genocídios, provocados pelas guerras e pelo espalhar consciente das doenças, como pelo pecado da blasfêmia contra o Espírito Santo, porque, na realidade, é este pecado que mergulha o mundo em todos os outros pecados. É o pecado sem perdão, porque o mundo não quer ser perdoado. É o pecado que condena o mundo. É por ele que o príncipe deste mundo já está julgado.

A terceira queda foi a mais difícil, a mais dolorosa, porque é a dor da perdição de tantos filhos amados, que voluntariamente Me negam.

Como Me esmagou o peso desta queda! Mas, apesar disso, caminhei para a morte, embora sabendo que, para estes, os que blasfemam contra o Espírito Santo, iria ser inútil.

Tive outras quedas, cada uma agora por um pecado específico em que vós caís.

Caí pela impureza dos meus filhos, praticada de tantas formas. Caí pelo crime da morte de inocentes, tantos, desde o aborto, até às crianças raptadas, e até adultos, que dão a vida dessa forma.

Caí pelos que se me consagram e depois me repudiam.

Não queiras aprofundar quantas quedas tive neste caminho doloroso. Vê nelas os grandes pecados da humanidade... os teus. E vê a forma como concorreste para me magoar.

Pai Nosso... Ave Maria... Glória...

Tende piedade de nós, Senhor!
Tende piedade de nós!

Que as almas dos fiéis defuntos, pela Misericórdia de Deus, descansem em paz.

10ª Estação: JESUS E DESPOJADO DAS SUAS VESTES

10ª Estação: JESUS E DESPOJADO DAS SUAS VESTES

Nós Vos adoramos e bendizemos, ó Jesus!
Que pela Vossa Santa Cruz remistes o mundo!

Já me tiraram tudo! Restam as minhas vestes, que me tiram agora!

Nesta forma de suplício não são permitidas roupas. O condenado à cruz é o último dos homens, o mais ínfimo e, como tal, deve morrer nu.

Recordaste? As tuas superficialidades...aquelas coisas dispensáveis de que te rodeias, porque a tua comodidade não as dispensa. Aquele luxo... para te mostrares importante...para mostrares poder de compra.

Compara as tuas roupas variadas e caras, com o meu corpo nu.

Vê tudo o que tens a mais e que, para expiar o excesso, espolia o Meu corpo do mais necessário para o cobrir.

Quantos luxos desnecessários, pelo mundo! O homem sempre gostou do melhor. Observa a expiação e a pobreza total a que a nudez me reduziu.

Chora aosmeus pés, estes pés que, em breve, os teus pecados vão cravar. Chora os teus excessos. Chora por te consolares com tantas coisas agradáveis, enquanto Eu, nu, expio todo o escândalo que o dinheiro provoca no mundo.

Pai Nosso... Ave Maria... Glória...

Tende piedade de nós, Senhor!
Tende piedade de nós!

Que as almas dos fiéis defuntos, pela Misericórdia de Deus, descansem em paz.

11ª Estação: JESUS É PREGADO NA CRUZ

11ª Estação: JESUS É PREGADO NA CRUZ

Nós Vos adoramos e bendizemos, ó Jesus!
Que pela Vossa Santa Cruz remistes o mundo!

Desde sempre Eu soube que a Cruz seria a recompensa que os homens me dariam pelo meu amor. Desde sempre vi a cruz como a prova final e total do meu amor por vós, e sempre a amei, porque sabia que ela era a melhor prova de amor que vos daria, a prova que atravessaria os séculos, que desenharíeis em vós, que, usaríeis em vossas casas, que penduraríeis ao pescoço. É com a cruz que vos lembrais de mim, que vos lembrais que aquele que ali morreu, o aceitou para vos mostrar o seu imenso amor, numa tentativa de conquistar o vosso.

Poderás contemplar esta cena?... É do meu agrado que a contemples, que não desvies os olhos, que vejas até ao fim aquilo de que o pecado, o teu pecado, é capaz, e aquilo de que é capaz o Amor...

Falar de amor é fácil. Quem mostra que ama?... Olha e vê... És tu quem empunha o martelo!... Vê como os cravos se enterram em minhas mãos... Vê o que tu fizeste... Vê o que fazes e o que pensas fazer...

Fita os Meus olhos. O que fizeste já passou. O importante agora é ver o que pensas fazer, o que farás da tua vida no futuro, esse futuro que começa neste instante... e que provas de amor pensas dar-me. A melhor prova de amor é aquela que Eu dei, e é essa que te peço.

Vem!... Sobe comigo à Cruz. Aceita-a, como Eu, por Amor.

É pela cruz, a cruz que eu te darei cada dia, não pela cruz que tu imaginas, que me darás a prova do teu amor. É aqui o lugar onde conduzo aqueles que me amam. A cruz é o lugar do meu amor.

Pai Nosso... Ave Maria... Glória...

Tende piedade de nós, Senhor!
Tende piedade de nós!

Que as almas dos fiéis defuntos, pela Misericórdia de Deus, descansem em paz.

12ª Estação: JESUS MORRE NA CRUZ

12ª Estação: JESUS MORRE NA CRUZ

Nós Vos adoramos e bendizemos, ó Jesus!
Que pela Vossa Santa Cruz remistes o mundo!

Pregado na cruz em infinita dor, olho para vós e peço ao Pai perdão. Mais sofrera se com isso conseguisse conquistar o amor de mais uma alma!

Como sofro!... Alguém poderá entender?... Só outro condenado à cruz!
Estou abandonado... Pai... Pai!... nãome responde. E vós?...

Procuro-vos na vastidão dos séculos... Meus filhosvivos então. Vivos aqui, percorrendo este caminho e olhando para Mim. Vi o amor nos vossos corações... Mas sois tão poucos!

Quanta sede Eu tenho! Foi precisa a minha sede, para secar a torrente do vosso pecado. A penitência também. Agora seca os pecados atuais na tua alma e na de muitos irmãos.
Lembra-te de que cada vez que pecas, dás vinagre à minha sede, colocas a esponja do teu vinagre nos Meus lábios secos e gretados.

Que esta imagem fique no teu espírito, para te impedir de pecar mais. Mesmo os pecados pequenos são vinagre na minha infinita sede. Mata a minha sede com a água da tua penitência. Alimenta-me com o sangue que brota do amor do teu coração chagado por mim, chagado de dor pelo abandono, pelos pecados dos meus filhos, pelos teus próprios pecados.

Apesar de me agradar a vossa penitência, lembra-te de que todas as penitências que fazeis são acessórias, e que a única realmente importante é aquela que resulta do que te dou a sofrer através dos teus deveres, através de tudo o que deixe de doloroso vir sobre ti. Esta é a penitência mais importante. Esforça-te nela. É água pura que me dás a beber.

Pai Nosso... Ave Maria... Glória...

Tende piedade de nós, Senhor!
Tende piedade de nós!

Que as almas dos fiéis defuntos, pela Misericórdia de Deus, descansem em paz.

13ª Estação: JESUS É COLOCADO NOS BRAÇOS DE SUA MÃE

13ª Estação: JESUS É COLOCADO NOS BRAÇOS DE SUA MÃE

Nós Vos adoramos e bendizemos, ó Jesus!
Que pela Vossa Santa Cruz remistes o mundo!

Tinham acabado os meus tormentos, mas não tinham acabado os de minha mãe. Também não deves querer que acabem os teus.

Nos braços de minha mãe, o meu corpo morto significa a desolação total, a morte do sensível, o abandono de tudo. Assim deixei a Minha mãe e assim deixo, muitas vezes, os meus filhos queridos.

Quanto mais corresponderes ao meu amor, mais vezes e por mais tempo, te deixarei assim, para te configurar com minha mãe, para te tratar como a tratei a ela. Aceita como graça especial este estado, porque é o estado que Eu reservei para minha mãe e para as almas fiéis, que quero elevar a uma maior perfeição.

Nessas alturas persevera e procura elevar a chama do amor, por atos de vontade e de entrega, mas através de minha mãe, porque, quando te encontras assim, estás com ela, pegando no meu corpo morto.
Pai Nosso Ave Maria... Glória...

Tende piedade de nós, Senhor!
Tende piedade de- nós!

Que as almas dos fiéis defuntos, pela Misericórdia de Deus, descansem em paz.

14ª Estação: JESUS É COLOCADO NO SEPULCRO

14ª Estação: JESUS É COLOCADO NO SEPULCRO

Nós Vos adoramos e bendizemos, ó Jesus!
Que pela Vossa Santa Cruz remistes o inundo!

Sepulto-me na tua alma em cada comunhão. Desejo ficar aí sepultado todo o dia, para te ressuscitar comigo, em obras de vida.

Olha para mim, freqüentemente, em ti... omeu Corpo repousando em ti.

Procura ficar comigo, nesse recolhimento amoroso, como ficarias no meu sepulcro, e acompanha o meu ressuscitar, em obras de caridade, sobre todos os irmãos, principalmente aqueles que menos correspondem, que são para ti ocasião de luta.

Nessas alturas, quando estás para cair em impaciências, em palavras mordazes, irônicas, iradas, olha-me em ti. Vê se queres descarregar novos golpes sobre o meu corpo morto. Para, nessas alturas e adora-me.

Eu ressuscitarei em ti a paciência, a humildade e o espírito de mortificação.

Espero generosidade daqueles a quem cumulo de graças.

Pai Nosso... Ave Maria... Glória...

Tende piedade de nós, Senhor!
Tende piedade de nós.

Que as almas do fiéis defuntos, pela Misericórdia de Deus, descansem em paz.

15ª Estação: RESSURREIÇÃO

15ª Estação: RESSURREIÇÃO

Nós Vos adoramos e bendizemos, ó Jesus!
Que pela Vossa Santa Cruz remistes o mundo!

Não poderia ter ressuscitado se não tivesse morrido. A morte é o anúncio da ressurreição.

Pela minha ressurreição, poderás ter esperança em todas as tuas dores, porque sabes que Eu sou o grande vencedor da morte, Aquele que te dará a tua própria ressurreição.

Com esta esperança, sabes que não é em vão que urres, aminha ressurreição enxuga as tuas lágrimas e ilumina o teu caminho.

A minha ressurreição é a tua alegria.

Pai Nosso... Ave Maria... Glória...

Que as almas dos fiéis defuntos, pela Misericórdia de Deus, descansem em paz.

ORAÇÃO FINAL

ORAÇÃO FINAL

Ó Jesus, que tanto sofreste por nós, a teus pés prometemos, amar-te mais, daqui para frente, e colaborar contigo na obra da salvação, procurando ajudar os nossos irmãos com as nossas orações, sacrifícios, bons exemplos e boas palavras.

Queremos viver em companhia de Maria, tua e nossa mãe, para que Ela nos ajude a manter as nossas promessas e a realizá-las o melhor possível, por muito que isso nos custe.

Dignar-te aceitar os nossos corações, que te oferecemos neste momento, através do Imaculado Coração de Maria, onde nos propomos viver, para melhor te adorarmos.

Dá-nos a tua bênção, para que aumente em nós a Santa graça do teu amor.

PARA ALCANÇAR AS INDULGÊNCIAS DA VIDA SACRA:

Pelo Santo Padre o Papa Francisco

Pai Nosso... Ave Maria... Glória...


PARA ALCANÇAR AS INDULGÊNCIAS DA VIDA SACRA:

Pelo Santa Padre o Papa Francisco

Pai Nosso... Ave Maria... Glória...

Subir


Facebook
Telefone: (62) 3584-3843
Av. Circular, Qd. E, Lt. E-1 – Setor Expansul - Aparecida de Goiânia/GO - Brasil Cep 74986-250
Copyright © 2017 - Paróquia Santa Teresinha do Menino Jesus. Todos os direitos reservados.