..: Paróquia Santa Teresinha do Menino Jesus :..


Redes Sociais

  • Facebook
  • Youtube

Goiânia, 13 de Dezembro de 2017

Oração - Via Sacra da Vida Eterna

      Cruz, segredo de amor

Oração Preparatória

Aproximamo-nos de Ti, Jesus, carregando o peso dos nossos pecados e pedimos-Te a graça de nos admitires a esta Via Sacra, na Tua companhia. Concede-nos, desde já, um profundo arrependimento das nossas faltas, tantas e tão repetidas, tantas e tão pouco choradas. Jesus, nós sabemos que Tu nos amas, mesmo quando nos dás alguma coisa para sofrer. Queremos agora mostrar-Te que, apesar das nossas faltas, Te amamos também. Mostra-nos, Jesus, o que sofreste por nós, para que, pela contemplação das Tuas dores, venhamos a arrepen-der-nos, verdadeiramente, dos nossos pecados e a encetar uma vida toda orientada para Ti, movida pelo Teu Amor. a fim de ficarmos para sempre contigo na Vida Eterna.

Amém.


1ª Estação: JESUS É CONDENADO À MORTE

1ª Estação: JESUS É CONDENADO À MORTE

Nós Vos adoramos e bendizemos, ó Jesus!
Que pela Vossa Santa Cruz remistes o mundo!

Ao ser condenado à morte, os Meus olhos procuram-vos. Onde estás tu, ó alma minha amiga, alma que em instantes de fervor dizes amar-Me, alma que beneficiei, que passeei nos Meus braços, alma que agraciei com tantas graças, desde o Batismo, às graças de todos os dias?

Onde estás tu, alma distraída? Vê que não é só agora, durante esta passagem, que sou condenado à morte. Sou condenado à morte todos os dias, e tu não estás presente, estás passeando nas asas dos teus desejos, dos teus gostos, das tuas tendências, que não procuras mortificar. Para te dar a Vida Eterna aceitei ser condenado à morte. Não estarás tu desprezando a vida Eterna com os teus pecados, com as tuas atitudes, com as tuas negligências? Não esqueças que não é preciso cometer pecado mortal para mostrar desprezo pela Vida Eterna, porque a Vida Eterna começa agora, quando ainda estás na Terra. É a vida de união comigo, que tu desprezas sempre que preferes qualquer outra coisa a uma aproximação maior a Mim.

Vou mostrar-te os Meus sofrimentos nesta caminhada dolorosa. Continuarás a desprezar a Minha companhia, depois de veres a que ponto te amei?

Acompanha-Me e vai medindo o teu amor pelo Meu.
Pai Nosso... Ave Maria... Glória...

Tende piedade de nós, Senhor!
Tende piedade de nós!

Que as almas dos fiéis defuntos,
pela Misericórdia de Deus, descansem em paz.

2ª Estação: JESUS LEVA A SUA CRUZ

2ª Estação: JESUS LEVA A SUA CRUZ

Nós Vos adoramos e bendizemos, ó Jesus!
Que pela Vossa Santa Cruz remistes o mundo!

Vê como, por teu amor, agarro na Minha Cruz que merece para ti um prêmio que tu não podes merecer. Para o merecer para ti e por ti, pego na Cruz onde, no alto do Calvário, será o lugar onde por ti darei a Minha vida.

A Cruz é o instrumento do Meu suplício. Agora pesa sobre o Meu Corpo chagado; mais tarde pregar-Me-ão nela e sobre ela derramarei o Meu Sangue até ao fim.  

As tuas cruzes são passageiras, a Minha é definitivo. E a Cruz que Me causaria repulsa, se não soubesse que, por ela, mereceria para ti a Vida Eterna, a vida que desejo viver contigo, para sempre.

Vê como a carrego sobre os ombros, pensando em ti. Vê agora como carregas tu as tuas pequenas cruzinhas, procurando libertar-te delas, sem pensares em Mim, sem procurares levá-las por Meu Amor.

Mede, mede se podes o Amor com que Eu carrego a Minha Cruz e o amor com que tu carregas a tua.

Pensa, alguma vez pegas na tua cruz com amor, com o pensamento em Mim? Não Me refiro a cruzes grandes, que possas imaginar ou desejar, mas à cruz escondida, humilhante, aborrecida, de todos os dias, essa, justamente essa, com que lutas para dela te libertares. Podes pesar nela algum amor?

Pai Nosso... Ave Maria... Glória...

Tende piedade nós, Senhor!
Tende piedade de nós!

Que as almas dos fiéis defuntos,
pela Misericórdia de Deus, descansem em paz.

3ª Estação: JESUS CAI PELA PRIMEIRA VEZ

3ª Estação: JESUS CAI PELA PRIMEIRA VEZ

Nós Vos adoramos e bendizemos, ó Jesus!
Que pela Vossa Santa Cruz remistes o mundo!

Corre para Mim e vê a Minha queda. Mergulha os teus olhos e o teu coração na Minha dor infinita, a dor que causa no Meu Corpo ferido, enfraquecido pela noite e pela manhã de maus tratos, sem comer nem beber.

Vê as feridas do Meu Corpo rebentarem em mais Sangue, Sangue que dou por ti, generosamente, para com ele te alcançar o perdão e a felicidade, para com ele poder purificar a tua pobre alma tão suja, todos os dias.

Vem, mergulha-te neste Sangue sagrado que rega o caminho, e com ele purifica-te constantemente, pois não poderás agradar aos Meus olhos carregada com as impurezas do teu amor próprio, da tua vontade própria, dos teus quereres e não quereres, que são outras tantas sujidades, a juntares às feridas que vais recebendo através dos pecados em que cais.

A tua pobre alma caída precisa de se purificar no Sangue que jorra do Meu Corpo, nesta queda. Habitua-te a pedir-Me todos os dias, várias vezes ao dia, que te purifique com o Meu Sangue, e a tua alma ganhará pureza, para onde Me agradará olhar.

Pai Nosso... Ave Maria... Glória...

Tende piedade de nós, Senhor!
Tende piedade de nós!

Que as almas dos fiéis defuntos,
pela Misericórdia de Deus, descansem em paz,

4ª Estação: JESUS ENCONTRA SUA MÃE

4ª Estação: JESUS ENCONTRA SUA MÃE

Nós Vos adoramos e bendizemos, ó Jesus!
Que pela Vossa Santa Cruz remistes o mundo!

Eis Minha Mãe! Ó alma que Me segues, como podes tu passar indiferente a tanta dor? Como podes passar por Ela, sem reparar nos Seus olhos lacrimosos?

É verdade, sim, que a dureza do teu coração te torna indiferente, cerra os teus olhos às lágrimas dEla. Por isso passas absorvida nas tuas coisas, nas tuas preocupações, que são afinal preocupações transitórias, por coisas que passam, coisas que, dentro de dias, já não te lembrarás e, mesmo que demore meses ou anos, a resolver o teu problema, lembra-te de que, de qualquer forma, um dia ele passará e, como tal, é transitório.

Entretanto, Minha Mãe chora por dificuldades e problemas de repercussões eternas. As Suas preocupações, que são a causa das Suas lágrimas, são preocupações que abrangem o mundo. São as preocupações reais, as preocupações de que te devias ocupar continuamente.

Ela chora neste caminho doloroso, por Me ver tratado com tanta crueldade, mas as Suas lágrimas não pararam aqui. Ela continuou e continua a chorar, agora por vós, porque vê que a salvação eterna está posta em causa, para muitos filhos.

Chora porque não pode forçar a livre vontade deles e chora porque tu não A ajudas com a tua oração mais assídua e fervorosa, e com a mortificação e espírito de sacrifício, cujos frutos são como chaves, que podes colocar nas Suas mãos, para Ela abrir corações que se fecham Minha graça.

Sempre que foges à oração, ao sacrifício e à aceitação da Vontade de Deus, faltas a esse dever e Ela chora por ti, que não cumpres, e por alguma alma que poderia aproveitar, se te esforçasses.

Quantas vezes terá Ela chorado por ti? Olha bem para os Seus olhos, vê as Suas lágrimas, e coloca-te ao Seu serviço, sem esperar outra paga, que a de enxugar as lágrimas desta Mãe.

Pai Nosso... Ave Maria... Glória...

Tende piedade de nós, Senhor!
Tende piedade de nós!

Que as almas dos fiéis defuntos,
pela Misericórdia de Deus, descansem em paz.

5ª Estação: JESUS É AJUDADO PELO CIRENEU

5ª Estação: JESUS É AJUDADO PELO CIRENEU

Nós Vos adoramos e bendizemos, ó Jesus!
Que pela Vossa Santa Cruz remistes o mundo!

Preciso de ajuda! O Meu Corpo chegou a um ponto de fraqueza em que o peso da Cruz Me é excessivo. Mas, no meio de tanta gente que Me segue, muito poucos estariam dispostos a ajudar, e mesmo esses, seriam incapazes de o fazer, por as suas forças serem diminutas.

Quantos Me seguem ainda hoje, apenas para ver, como as gentes daquele tempo, mas recusam ajudar, quando quero pôr a Minha Cruz nos ombros de alguém, quando preciso de ajuda.

Não é fácil ajudar-Me, porque a Minha Cruz é pesada é sempre Cruz humilhante, vexatória, a Cruz do Condenado, a Cruz dAquele que ainda hoje passa no vosso mundo, como objeto de irrisão e de desprezo.

Não serás tu desses, e segues-Me, mas não queres deitar mão à cruz que te contraria, te pesa e humilha?

Pouso os olhos com Amor em Simão. Será este homem que volta do campo, este trabalhador, que irá ocupar o Meu lugar debaixo da Cruz, cargo tão alto que ele nem consegue perceber imediatamente. Ofereço-lho, não pelos seus méritos, mas pela sinceridade do seu coração.

Também a ti quero oferecer todos os dias, a honra de Me ajudares a levar a Cruz em que o teu mundo se tornou.

Não temas porque podes com ela. Quando não puderes mais, como Eu nesta passagem, saberei tirar-ta e dar-te alívio. Só Eu sei o que podes sofrer, o que ainda podes aguentar. Tu nada sabes disso. Confia e não temas.

Pai Nosso... Ave Maria... Glória...

Tende piedade de nós, Senhor!
Tende piedade de nós!

Que as almas dos fiéis defuntos,
pela Misericórdia de Deus, descansem em paz.

6ª Estação: VERÓNICA LIMPA O ROSTO DE JESUS

6ª Estação: VERÓNICA LIMPA O ROSTO DE JESUS

Nós Vos adoramos e bendizemos, ó Jesus!
Que pela Vossa Santa Cruz remistes o mundo!

Alma minha amiga, olha para o Meu rosto. Pareço-te Aquele que fazia os milagres, pregava às multidões, Aquele que foi triunfalmente acolhido em Jerusalém? Pareço-te o grande Senhor glorioso?

Observa o Meu rosto inchado de pancadas, sujo de poeiras, escarros e outras imundícies, escurecido nos lugares onde recebeu mais socos, sulcado de Sangue que escorre da cabeça e se mistura com gotas de suor, que vai empapando o pó que se lhe agarra.

Não é um espetáculo muito bonito de ver! Já não é o rosto belo e suave de dias atrás. É o rosto sofredor que te é difícil reconhecer, mas que vais encontrando inúmeras, vezes no teu dia.

Observa o ato de piedade desta mulher, Ao enxugar o Meu rosto, proporcionou-Me um certo alívio, e Eu premiei o seu amor, imprimindo a Minha face no seu véu. Ela foi a pessoa que pôde observar-Me mais de perto, com o seu rosto a escassos centímetros do Meti. Só amor muito verdadeiro e profundo podia fazê-la aproximar-se assim de um condenado, cujo aspecto inspirava repugnância.

Aproxima-te também de Mim, do Meu rosto sofredor, rosto que se aproxima de ti, e do qual te afastas, sempre que recusas o que te repugna.

O Meu rosto sofredor está naquele pobre tão sujo, naquela pessoa de tão mau feitio, naquele trabalho tão aborrecido, naquele ponto de vista tão contrário ao teu.

Começa agora a tua eternidade olhando o Meu rosto sofredor, porque Eu quero olhar para ti e deslumbrar-te eternamente com o Meu rosto glorioso.

Pai Nosso... Ave Maria... Glória...

Tende piedade de nós, Senhor!
Tende piedade de nós!

Que as almas dos fiéis defuntos,
pela Misericórdia de Deus, descansem em paz.

7ª Estação: JESUS CAI PELA SEGUNDA VEZ

7ª Estação: JESUS CAI PELA SEGUNDA VEZ

Nós Vos adoramos e bendizemos, ó Jesus! Que pela Vossa Santa Cruz remistes o mundo!

Pela segunda vez, caio. A Minha fraqueza é já muito grande. Erguem -Me a custo, reprimindo maus tratos mais violentos, com medo de que Eu viesse a morrer ali, tal o estado em que Me viam.

Aproxima-te mais. Passa entre os soldados e vem ajudar-Me a erguer. Quero precisar de ti, para essa tarefa, que tem tanto de humilhação, como de honra, para ti.

Não foi só neste momento de dor humilhante, que quis precisar dos meus filhos. Uni-vos tão fortemente a Mim, que formais um Corpo coMigo, e, por isso, não estranhes ser necessária para muitas coisas em que quero utilizar-te, embora as pudesse fazer sozinho.

Diariamente, põe-te ao Meu serviço, prontifica-te para tudo o que quiser que faças. Prontifica-te a ser as Minhas mãos, os Meus pés, a Minha boca, o Meu Coração. Prontifica-te a deixar-te usar, utilizar, e executa prontamente esses pequenos serviços. Com eles Me estarás ajudando a levantar e a levantar irmãos que compartilharão contigo o Meu Reino.

Aproxima-te, vem ajudar-Me. Para isso, chegai de Mim, muito perto, pois, só junto de Mim poderás ajudar a levantar-Me e, coMigo, a levantar o mundo.

Pai Nosso... Ave Maria... Glória...

Tende piedade de nós, Senhor!
Tende piedade de nós!

Que as almas dos fiéis defuntos,
pela Misericórdia de Deus, descansem em paz.

8ª Estação: JESUS CONSOLA AS MULHERES DE JERUSALÉM

8ª Estação: JESUS CONSOLA AS MULHERES DE JERUSALÉM

Nós Vos adoramos e bendizemos, ó Jesus!
Que pela Vossa Santa Cruz remistes o inundo!

Alma que Me segues, neste caminho doloroso, que te comoves com as Minhas dores, observa esta Minha paragem.

Mistura-te com as mulheres que, cheias de piedade, choram por Mim. São minhas amigas, como tu, mas também, como tu, inconscientes dos motivos das Minhas dores. Também como tu, não sabem o que fazer para as aliviarem. Também como tu, pensavam chegar a ação de se compadecerem de Mim, de Me acompanharem e verem, até ao fim o desenrolar destes acontecimentos de Dor e Sangue.

Junta-te a elas e aprende aquilo que lhes ensino. Aprende que não basta estar aqui a chorar por Mim, não basta sentir pena ou encantar-se coMigo, mas é preciso que vos junteis a Mim na dor, que participeis nela, porque a Minha dor é universal, foi provocada pelo pecado de todos e deve ser compartilhada por todo o Meu Corpo, que são todos os filhos que tenho pelo mundo.

Muitos deles não assumem coMigo a dor da Cruz! É preciso então que os filhos que restam façam esforço duplo, triplo ou quanto puderem, para ajudarem a erguer esta Cruz, que levarão coMigo e onde, coMigo, serão pregados.

Foi isto que ensinei àquelas mulheres. quando lhes disse: "Chorai sobre vós e sobre os vossos filhos", e é isto que te ensino a ti. Sim, chora sobre ti e sobre ós teus irmãos, porque o pecado tem que ser reparado, porque ninguém entra no Meu Eterno Reino de Glória, sem ter realizado a sua parte desta tarefa mundial.

Pai Nosso... Ave Maria... Glória...

Tende piedade de nós, Senhor!
Tende piedade de nós!

Que as almas dos fiéis defuntos,
pela Misericórdia de Deus, descansem em paz.

9ª Estação: JESUS CAI TERCEIRA VEZ

9ª Estação: JESUS CAI TERCEIRA VEZ

Nós Vos adoramos e bendizemos, ó Jesus!
Que pela Vossa Santa Cruz remistes o mundo!

A Minha fraqueza é tanta que as forças, o que resta delas, Me faltam, depois de falar às mulheres, e de novo caio. Queda dolorosa, a mais dolorosa de todas as Minhas quedas!

Continuas aqui, alma que Me segue? Então aproxima-te mais, vem ajudar-Me a levantar. Cheguei ao extremo da fraqueza, vês? Já não há forças no Meu Corpo torturado. Os Meus músculos já não respondem. É como um peso morto que os guardas conseguem a custo pôr de pé.

Olho para ti. Onde estás? Afastaste-te, porque, levan-tar-Me em tal estado de fraqueza é muito trabalhoso e muito cansativo para ti. É isso que fazes, sim, tantas vezes, quando desistes daquilo que te dei para fazer, daquilo que te dei para rezar. E desistes, porque não vês, da Minha parte, reação favorável aos teus esforços. não sentes estímulos que te levem a esforçar-te mais.

Desconheces ou esqueceste que é esta a hora de mostrar amor, a hora em que menos te respondo, em que menos entusiasmo ponho na tua alma, a hora em que te deixo com as tuas fracas forças, para que as ponhas ao Meu uso, para que mostres que amas Aquele que está ali por terra, sem forças, sem poder, com a aparência de um farrapo e não de um Rei.

É esta a hora difícil, a hora em que o entusiasmo falta. É esta realmente a hora do Amor, a hora em que te ponho à prova, a hora em que realmente conto contigo, a hora em que Me mostras a verdade do teu coração.

Pai Nosso... Ave Maria... Glória...

Tende piedade de nós, Senhor!
Tende piedade de nós!

Que as almas dos fiéis defuntos,
pela Misericórdia de Deus, descansem em paz.

10ª Estação: JESUS E DESPOJADO DAS SUAS VESTES

10ª Estação: JESUS E DESPOJADO DAS SUAS VESTES

Nós Vos adoramos e bendizemos, ó Jesus!
Que pela Vossa Santa Cruz remistes o mundo!

Viste-Me caminhar pela estrada da dor. Este cominho doloroso ficou a ser, para sempre, a Estrada do Rei.

Cheguei agora ao cimo do Calvário. As Minhas vestes sujas e ensanguentadas são-Me tiradas e o Meu manto real de Sangue aparece aos olhos de todos.

Entre todos os que ali estavam, ainda ninguém tinha visto um condenado tão maltratado e tão ferido. Tal não foi motivo de compaixão, mas de afirmação da capacidade der torturar.

Sou aqui o Pobre por excelência, o Pobre sem direito a honra nem a roupa, Aquele que, dentro em pouco ficaria ainda mais pobre, ao despojar-Se de todo o Sangue das Suas veias.

Aqui podes olhar para as Minhas feridas e tentar contá-las. Não consegues. Oh, alma amiga, tu és realmente minha amiga? Então acompanha-Me nesta dor que faz tremer de espanto os próprios Anjos. Fica aqui comigo. neste Calvário, deseja morrer coMigo nesta Cruz, que já se prepara no chão.

Tu tens um privilégio que os Anjos não têm: tu podes morrer. Os Anjos gostariam de Me dar essa prova de amor e não podem. Tu podes. Fica aqui, que Eu te ensinarei a ciência de, como Eu, morreres na Cruz, por Amor.

Pai Nosso... Ave Maria... Glória...

Tende piedade de nós, Senhor!
Tende piedade de nós!

Que as almas dos fiéis defuntos,
pela Misericórdia de Deus, descansem em paz.

11ª Estação: JESUS É PREGADO NA CRUZ

11ª Estação: JESUS É PREGADO NA CRUZ

Nós Vos adoramos e bendizemos, ó Jesus!
Que pela Vossa Santa Cruz remistes o mundo!

Alma que Me amas, que aceitaste ficar coMigo, fica um pouco mais. Vê-Me agora estendido sobre a Cruz. Vem ver como Me pregam as mãos e os pés, como Me deixam imobilizado numa dor, como não há paralelo sobre a Terra.

Estou imobilizado, mas tu podes mover-te e podes escolher para onde te hás-de dirigir neste momento. Podes ir-te embora, se não te agrada este espectáculo de dor, podes ficar, simplesmente a ver, como tantos outros, podes suspirar, derramar algumas lágrimas de piedade, que mais logo já terás esquecido.

Mas podes fazer mais. Podes vir para mais perto de mim. Podes imitar-Me estender-te numa cruz a Meu lado, uma cruz que aceitarás com resignação, donde poderás falar para Mini e olhar-Me, como aqueles que, aqui, são crucificados contigo.

O Calvário é um lugar privilegiado. Aqui só cuitlhi mais dois condenados, por isso, há lugar para ti o paru todos aqueles que aqui quiserem ficar, para sofrer coMi-go, em cruzes mais ou menos difíceis, mais Ou mem» amargas, mais ou menos dolorosas. Aqui no Calvário sou o teu Companheiro. Por muito que fujas hás-de encontrar sempre a cruz. no teu caminho. Mas, se fugires e a cruz te encontrar noutros lugares, ela tornar-se-á para ti muito mais amarga, porque não terás ai Meu rosto para olhar, a Minha presença dolorosa para te consolar. Aqui, no Calvário, é o lugar da luz, da dor, da morte. Se ficares aqui coMigo, como ficou o bom ladrão, dar-te--ei, o Paraíso.

Pai Nosso... Ave Maria... Glória...

Tende piedade de nós, Senhor!
Tende piedade de nós!

Que as almas dos fiéis defuntos,
pela Misericórdia de Deus, descansem em paz.

12ª Estação: JESUS MORRE NA CRUZ

12ª Estação: JESUS MORRE NA CRUZ

Nós Vos adoramos e bendizemos, ó Jesus!
Que pela Vossa Santa Cruz remistes o mundo!

Estamos no Calvário, lugar de desprezo! Aqui pode sofrer-se de três maneiras. Pode sofrer-se mal, como um dos condenados, pode sofrer-se com resignação, como o outro condenado, ou pode sofrer-se com Amor, como Eu.

Muitos sobem coMigo ao Calvário, mas, na altura da Cruz, não a aceitam bem, reclamam dela e atiram-Me com a frase blasfema, que pode tomar várias formas, várias expressões, ou ser expressa por atos: "Salva-Te a Ti mesmo e a mim".

Olha bem para ti e vê-te muitas vezes retratada nesta frase ou noutras que tenhas soltado em momentos de dor, às vezes até antes da dor, apenas só com a vista da Cruz.

Alma amada, não é assim que se deve sofrer aqui. Assim sofrem aqueles a quem a cruz surpreende noutros lados e para ela são arrastados, sem preparação nem ensino.

Aqui poderás também sofrer com resignação, olhando para Mim, implorando a Minha Misericórdia para a tua dor, mas poderás sofrer na aceitação total da dor, com os olhos mergulhados na Minha própria dor, sem saber dizer outras palavras senão aquelas que Me ouves dizer a Mim.

Mas há outra forma de sofrer e morrer na Cruz, fui ti, essa que, realmente, Eu não peço a todos. Talvez ta poso a ti... tu não sabes, mas, se Me amas realmente, Irás, aceitar tudo o que te pedir.

Eu posso pedir-te que subas à Minha Cruz. Posso pedir-te que te deixes pregar aqui coMigo, mão com mão, com o mesmo cravo. Posso pedir-te que fiques do lado vazio da Minha Cruz, onde não poderás ver-Me, onde sofrerás na Fé pura, na entrega total de Esperança nua e de Amor em holocausto, no Altar desta Cruz de ignominia, de desonra, de humilhação total e abandono de toda a consolação.

Aqui, junto de Mim, prepara a tua alma para tudo o que Eu te quiser pedir, porque dizeres que amas, pouco é. É preciso dar provas de amor até ao fim, numa fidelidade absoluta e contínua.

Pai Nosso... Ave Maria... Glória...

Tende piedade de nós, Senhor!
Tende piedade de nós!

Que as almas dos fiéis defuntos,
pela Misericórdia de Deus, descansem em paz.

13ª Estação: JESUS É COLOCADO NOS BRAÇOS DE SUA MÃE

13ª Estação: JESUS É COLOCADO NOS BRAÇOS DE SUA MÃE

Nós Vos adoramos e bendizemos, ó Jesus!
que pela Vossa Santa Cruz remistes o mundo!

Minha Mãe é a Mãe que te dou, é a Mãe carinhosa, nos momentos difíceis, naqueles momentos em que a vida te parece morte.

Foi nos braços dEla que o Meu Corpo foi colocado. Ela foi o primeiro Cibório que Me guardou e, aqui, continua a ser o Cibório onde repouso, depois de tanta dor.

Também gosto de repousar em ti, embora a tua pobre alma nunca alcance a beleza e riqueza de Minha Mãe. Um cibório pobrezinho, tu és, por vezes pouco limpo, de modo geral com algumas manchas.

Vê, observa este quadro da Mãe Dolorosa com o Meu Corpo nos braços. Vê como repouso. Não há nem poderia haver nenhum movimento de recuo.

Quando venho a ti também não fujo, porque aceitei ficar, mas pensa se o Meu agrado será grande ou pequeno. Isso depende, fundamentalmente, do estado da tua alma nesse momento.

Cuida da pureza da tua alma, em primeiro lugar, limpando com o arrependimento e com o Meu Sangue, mesmo as manchas mais pequenas.

Observa os gestos carinhosos de Minha Mãe e imita-A. Nunca será demais o amor que Me dás, o carinho com que Me tratas, as atenções com que Me rodeia. Vê se Minha Mãe se distrai, quando Me tem ali nos seus braços! Toda a sua atenção está em Mim. É uma atenção parecida à que espero de ti, cada vez mais aperfeiçoado, em cada Comunhão.

Vê se Ela tem pressa em sair dali! Se pudesse, conservar-se-ia sempre naquele lugar, como Meu Corpo nos braços. Compara agora com as tuas ações de graças apressadas, com a rapidez com que a tua alma se desvia para outras coisas.

Alma tão amada, a quem cerco de tantos cuidados, espero de ti atenção demorada, coração afetuoso, amor delicado, nas tuas Comunhões.

Pai Nosso... Ave Maria... Glória...

Tende piedade, de nós, Senhor!
Tende piedade de nós!

Que as almas dos fieis defuntos,
pela Misericórdia de Deus, descansem em paz.

14ª Estação: JESUS É COLOCADO NO SEPULCRO

14ª Estação: JESUS É COLOCADO NO SEPULCRO

Nós Vos adoramos e bendizemos, ó Jesus!
Que pela Vossa Santa Cruz remistes o mundo!

Dos braços de Minha Mãe passei para o Sepulcro frio... frio como o teu coração. Era de pedra... duro como o teu coração. Era escuro... escuro como o teu coração. Era mudo... mudo como o teu coração, tantas vezes.

Aqui não há beleza... tal como no teu coração. Nada mexe, não há vida, senão em alguns insetos, aranhas ou outros pequenos animais, que possam ter entrado... ainda como no teu coração.

Ao Meu Sepulcro, Eu te comparo. Também tu és incapaz de coisa boa, de vida verdadeira, de calor, de luz, de beleza. Por isso te sentes tanta vez mal contigo própria, alma que Me tens seguido até aqui. Por isso te sentes, por vezes, tão insensível na Minha presença, como esta pedra, onde estou.

Ó alma amada, se te chamei para avançares até aqui, não foi para agora te abandonar, por te achar pouco conforme com os Meus gostos de perfeição.

Estás aqui coMigo, nesta morte, que parece o fim de tudo aquilo em que creste, em que esperaste. Esperaste e creste em sonhos de santidade maravilhosa, um Céu que construíste para ti, onde pensavas possuir um deus à tua imagem. E vês que afinal não encontras nada disso. Não te encontras santa, vês o Céu cada vez mais longínquo, exigente e difícil, vês um Deus que se te esconde, e do qual tu deves ser a imagem e a semelhança, em perfeição.

Sentes a morte das ilusões, dos sonhos, das forças e, por vezes, dos próprios desejos. Mas não esqueças que Eu estou contigo e que aquilo que te parece morte, se o aceitares com amor e com entrega ao que te vou pedindo, transformar-se-á numa explosão de vida, em que as Minhas promessas se realizarão em ti e te levarão para fora deste sepulcro, coMigo, por uma eternidade inteira.

Pai Nosso... Ave Maria... Glória...

Tende piedade de nós, Senhor!
Tende piedade de nós!

Que as almas dos fieis defuntos,
pela Misericórdia de Deus, descansem em paz.

15ª Estação: RESSURREIÇÃO

15ª Estação: RESSURREIÇÃO

Nós Vos adoramos e bendizemos, ó Jesus!
Que pela Vossa Santa Cruz remistes o mundo!

Alma, filha do Meu Amor, alegra-te! Este é o final das dores, das Minhas dores e das dores daqueles que sofrem coMigo!

A Ressurreição é o que te espera, depois de teres sofrido coMigo. Se sofres coMigo, unes-te a Mim e ressuscitas coMigo, porque não Me movo sem que aqueles que estão unidos a Mim se movam também.

Eis no que termina toda a dor daqueles que realmente Me amam! Olha para Mim e vê no Meu Corpo ressuscitado a promessa da tua ressurreição.

O tempo é breve. Tudo passa rápido. Todo o sofrimento que passes nada é, comparado com a felicidade que te espera no Meu Reino.

Renova a tua esperança, levanta tua fé, acende o teu amor, porque a vida que te espera é sem fim, a vida que te prometo é sem nuvens, porque Eu te levarei coMigo para a luz, para a felicidade, para a glória!

Pai Nosso... Ave Maria... Glória...

Tende piedade de nós, Senhor!
Tende piedade de nós!

Que as almas dos fiéis defuntos,
pela Misericórdia de Deus, descansem em paz.

ORAÇÃO FINAL

Agora que terminamos esta Via Sacra, ajoelhamo-nos junto de Ti, Jesus, e prometemos-Te cumprir com fidelidade aquilo que Te dignaste ensinar-nos.

Concede-nos a graça de seguirmos, na nossa vida de todos os dias, com vivos sentimentos de fé e de aceitação da Tua Vontade santíssima.

Imploramos a Tua bênção sobre nós e sobre todos aqueles com quem tenhamos de lidar.

Oferecemos-Te os nossos corações para amar-Te e as nossas vidas para servir-Te, desde agora e para sempre.

PARA ALCANÇAR AS INDULGÊNCIAS DA VIA SACRA:

Pelo Santo Padre:

Pai Nosso... Ave Maria... Glória...


PARA ALCANÇAR AS GRAÇAS DA VIA SACRA:
Pelo Santo Padre:

Pai Nosso... Ave Maria... Glória...

Subir


Facebook
Telefone: (62) 3584-3843
Av. Circular, Qd. E, Lt. E-1 – Setor Expansul - Aparecida de Goiânia/GO - Brasil Cep 74986-250
Copyright © 2017 - Paróquia Santa Teresinha do Menino Jesus. Todos os direitos reservados.