..: Paróquia Santa Teresinha do Menino Jesus :..


Redes Sociais

  • Facebook
  • Youtube

Goiânia, 13 de Dezembro de 2017

Oração - Via Sacra do Coração de Jesus

Oração Preparatória

Ao iniciar esta Via Sacra, nós Te pedimos, Ó Jesus, que nos admitas junto de Ti, na companhia daquelas almas a quem confias os Teus segredos, as mágoas e dores que sofreste neste caminho que queremos agora iniciar conTigo.

Que esta Via Sacra seja para nós o início de uma nova caminhada de vida, em conversão, para nos ligarmos mais com o Teu Coração, para um crescimento no Teu Amor E para, num maior arrependimento dos nossos pecados, entrarmos, pelo caminho da humildade e da obediência, numa total adesão à Tua Vontade.

Pedimos-Te que nos abençoes, para que a façamos com compunção e amor.


1ª Estação: JESUS É CONDENADO À MORTE

1ª Estação: JESUS É CONDENADO À MORTE

Nós Vos adoramos e bendizemos, ó Jesus!
Que pela Vossa Santa Cruz remistes o mundo!

Neste mês do Meu Coração, ides fazer a Via Sacra bem próximos do Meu Coração Doloroso, este Coração que, como disse à Minha serva Margarida Maria, tanto amou os homens e dos quais só recebe desprezos.

Aproximai-vos bem de Mim e procurai penetrar nos sentimentos que vos quero revelar, a vós, meus amigos, a vós, a quem Eu quero levar a um caminho de Amor, que será conforme a vossa correspondência ao Meu próprio Amor.

Nunca vos dei senão Amor, mesmo nos momentos em que vos mandei alguma coisa para sofrer. E neste momento em que fui condenado à morte, também Me dei em Amor e foi com Amor que olhei para aquele madeiro que ali eslava para Eu levar e para nele ser crucificado.

Apesar de toda a dor, apesar do receio natural que todo o homem tem da morte, o Meu Coração abriu-se em Amor, nesse momento. Pensei em vós e aderi, plenamente, mais uma vez, ao plano redentor.

Curvei os ombros ao peso que os vossos pecados Me traziam. Esse momento foi como se pegasse em vós, que sois o objeto dos Meus cuidadas.

Como vos amei neste momento! Abracei-vos a todos, agora que iam começar as dores maiores. Fazei esta Via Sacra abraçados a Mim, a fim de que vos possa iluminar e fazer-vos compreender melhor os Meus sofrimentos.

Fazei com amor o que Eu fiz com Amor. Entregai-Me, desde já, a vossa vida, aceitando agora, por amor de Mim, com muito amor, todas as dificuldades e sofrimentos que diariamente encontrardes no caminho.

Pai Nosso... Ave Glória...

Tende piedade de nós, Senhor!
Tende piedade de nós!

Que as almas dos fiéis defuntos,
pela Misericórdia de Deus, descansem em paz.

2ª Estação: JESUS LEVA A SUA CRUZ

2ª Estação: JESUS LEVA A SUA CRUZ

Nós Vos adoramos e bendizemos, ó Jesus!
Que pela Vossa Santa Cruz remistes o mundo!

Olhai para o Meu Coração debaixo deste peso imenso, que os pecados do mundo puseram sobre Mim.

O Meu Coração está oprimido, não só pelo peso imenso que Me verga, mas também pela falta de amor dos homens que Me rodeiam: os soldados, os fariseus e o povo. Os soldados pela rudeza, ignorância, maus hábitos, os fariseus pela hipocrisia, inveja, ambição e dureza de espírito, o povo pela falsa informação, inconstância e curiosidade.

Tudo isto são defeitos que endurecem os corações das pessoas e os tomam insensíveis às Minhas chamadas, às Minhas palavras de Amor e à aflição que o Meu Coração sente.

Meus filhos, não vos adianta andar comigo, se andais com os sentimentos que vos apontei a respeito das pessoas que Me acompanharam na Minha caminhada para o Calvário, porque estareis ocasionando, nas vossas vidas, situações de endurecimento e não podereis chegar ao Meu Coração.

Para entrardes em verdadeira intimidade comigo, irradiai de vós os defeitos desses homens, que Me acompanhavam e seguiam, mas não Me davam o coração.

Limpai os vossos corações dessas durezas, e compartilhareis dos sentimentos do Meu Coração.

Pai Nosso... Ave Maria... Glória...

Tende piedade de nós. Senhor!
Tende piedade de nós!

Que as almas dos fiéis defuntos,
pela Misericórdia de Deus, descansem em paz.

3ª Estação: JESUS CAI PELA PRIMEIRA VEZ

3ª Estação: JESUS CAI PELA PRIMEIRA VEZ

Nós Vos adoramos e bendizemos, ó Jesus!
Que pela Vossa Santa Cruz remistes o mundo!

Pela primeira vez caí, meus amados filhos. No caminho havia pedras. Os soldados tinham pressa e puxavam-Me pelas cordas, obrigando-Me a caminhar com passo apressado. Tudo isso, conjugado com o peso que Eu trazia e Me obrigava a curvar, fazia-Me entrar em desequilíbrio.

Vós também entrais em desequilíbrio quando, já cansados vos curvais ao peso do trabalho e do sofrimento, e vos puxam, vos fazem andar mais depressa, neste caminho áspero. Caís em tristezas, em dúvidas e em faltas.

Neste momento o Meu coração foi humilhado, porque cair diante das outras pessoas é sempre uma humilhação. Recebei este Meu sentimento, que parte do Meu Coração para os vossos. Ele servirá para vos amparar nas vossas quedas, nas humilhações que, com elas, vierdes a sofrer.

Não vos admireis, não vos rebeleis por cair. Aceitai a humilhação e levantai-vos diante de todos, ainda mais unidos coMigo.

Pai Nosso... Ave Maria... Glória...

Tende piedade de nós, Senhor!
Tende piedade de nós!

Que as almas dos fiéis defuntos,
pela Misericórdia de Deus, descansem em paz.

4ª Estação: JESUS ENCONTRA SUA MÃE

4ª Estação: JESUS ENCONTRA SUA MÃE


Nós Vos adoramos e bendizemos, ó Jesus!
Que pela Vossa Santa Cruz remistes o inundo!

Que amor profundo o Meu amor pela Minha mãe e o dEla por Mim! Ninguém esteve ou estará mais unido a Mim, nesta caminhada, do que Ela, a quem a multidão curiosa afastava.

Minha Mãe nem sempre conseguiu ver-Me, não conseguiu caminhar ao Meu lado, não Lhe foi dado falar-Me, nem ouvir-Me dirigir a Ela, no caminho do Calvário, e, no entanto. era Ela quem estava mais unida ao Meu Coração, quem mais compartilhava coMigo os sentimentos de dor e de Amor.

Não vos enganeis nem julgueis, porque os que parecem mais perto de Mim, muitas vezes não são os que realmente estão mais perto. Só Eu vejo os corações!

Desejai estar perto de Mim, como Minha Mãe, ocupando o lugar que vos é dado, quantas vezes o último lugar, o lugar que parece nem sequer Me ver. Só pelos vossos corações Me vedes, e ver-Me-eis tanto melhor, quanto mais aderirdes a Mim e participardes dos sentimentos do Meu Coração.

Neste passo, os Meus sentimentos foram de Amor por Ela. Uni-A a Mim, e Ela aderiu a essa união, pela entrega total da Sua vontade àquilo que Lhe acontecia em dor, àquilo que até nem compreendia, no Seu sofrimento de Mãe.

Também muitas coisas não compreendeis mas, como Ela, abdicai de compreender e aceitai, porque no Meu Coração, o Espírito Santo vos dará a compreensão de tudo, no seu devido tempo.

Pai Nosso... Ave Maria... Glória...

Tende piedade de nós, Senhor!
Tende piedade de nós!

Que as almas dos fiéis defuntos,
pela Misericórdia de Deus, descansem em paz.

5ª Estação: JESUS É AJUDADO PELO CIRENEU

5ª Estação: JESUS É AJUDADO PELO CIRENEU


Nós Vos adoramos e bendizemos, ó Jesus!
Que pela Vossa Santa Cruz remistes o mundo!

Como Eu estava cansado! A dor da incompreensão dos que Me rodeavam, a falta de amor e piedade dos homens, avolumava o Meu cansaço!

Aquilo que mais deprime um homem, não é tanto o sofrimento, mas a falta de consolo. Qualquer homem aguenta muito mais sofrimento se for consolado, do que se for desprezado e, pior ainda, se for objeto de zombarias, escárnios e insultos.

Como tudo isso magoava o Meu Coração, que estava verdadeiramente amargurado com aquele povo que personificava os povos de todos os séculos passados e futuros, pelos quais tanto fiz e faço, e que Me correspondem com as maiores ingratidões e desprezos.

A Coroa dos espinhos não eslava só na Minha cabeça. Estava, principalmente, no Meu Coração.

Esperava alguém que Me quisesse ajudar. Ainda hoje procuro e espero quem Me ajude, e só encontro pessoas ocupadas com as suas coisas, preocupadas com os seus problemas e trabalhos, pessoas que vão contigo para ver, vão coMigo por obrigação, vão coMigo por qualquer razão que não é uma razão de amor verdadeiro, porque não se dispõem a ajudar-Me. a pegar na Minha Cruz, a aceitar o peso humilhante de ceder, perante muitos, à Cruz do Condenado que, primeiro que vós, baixou a cabeça e deixou que O condenassem.

Quero dar-vos, neste momento, a força do Meu Coração e amparar o vosso nas cedências mútuas, tantas vezes humilhantes, que tereis nas vossas vidas, como Simão de Cirene teve que fazer neste momento.

Pai Nosso... Ave Maria... Glória...

Tende piedade de nós, Senhor!
Tende piedade de nós!

Que as almas dos fiéis defuntos,
pela Misericórdia de Deus, descansem em paz.

6ª Estação: VERÓNICA LIMPA O ROSTO DE JESUS

6ª Estação: VERÓNICA LIMPA O ROSTO DE JESUS

Nós Vos adoramos e bendizemos, ó Jesus!
Que pela Vossa Santa Cruz remistes o mundo!

Caminho, cambaleando algumas vezes, devido aos puxões que os soldados dão às cordas, e que provocam grandes lacerações no Meu Corpo.

Os Meus olhos estão fixos no chão, para evitar as pedras. Não olho para aqueles que Me acompanham por curiosidade.

Mas entre o povo há também quem Me acompanhe por motivos de amor. Há muito poucos, mas há alguns, principalmente mulheres.

As mulheres, que eram quem menos representava na sociedade desse tempo, mostraram aqui como as últimas podem ser as primeiras em amor, porque na realidade, para Mim, apenas o amor conta.

Entre elas há uma que não consegue conter-se, rompe por entre a turba e aproxima-se, movida pela compaixão e pelo desejo de Me ver de perto mais uma vez e dar-Me algum consolo. Para fitar o Meu rosto sujeita-se a tudo o que lhe possam fazer aqueles soldados brutais.

O que ela vê, o rosto que lhe mostre, provoca nela, não um movimento de recuo, de surpresa, de receio. Mas um movimento de maior amor. Ela não tem nada para Me dar senão o seu véu. Com ele Me limpa o rosto, procurando melhorar o Meu aspecto aos olhos de todos e proporcionar-Me alívio do Sangue que corria e se empastava com suor e pó, onde pousavam moscas repugnantes, que Eu nem sempre podia sacudir.

Não foi só o véu dela que Me aliviou. O principal alívio que esta mulher Me deu foi o seu amor, a sua valentia ao avançar, por entre todos os que Me odiavam.

O Meu Coração teve por ela movimentos de muito Amor, premiei-a e não deixei que lhe acontecesse mal, pelo bem que Me fizera.    

Acompanhai os movimentos do Meu Coração. Confiai sempre em Mim, confiai no Meu Amor, porque a maior parte dos vossos problemas estão, precisamente, em confiardes pouco em Mim, em estardes sempre a raciocinar e a recear dar demais, sacrificar-vos demais, humilhar-vos demais, obedecer demais. Nunca é demais aquilo que dais por Amor.

Pai Nosso... Ave Maria... Glória...

Tende piedade de nós, Senhor!
Tende piedade de nós!

Que as almas dos fiéis defuntos,
pela Misericórdia de Deus, descansem em paz.

7ª Estação: JESUS CAI PELA SEGUNDA VEZ

7ª Estação: JESUS CAI PELA SEGUNDA VEZ

Nós Vos adoramos e bendizemos, ó Jesus!
Que pela Vossa Santa Cruz remistes o mundo!

O que não caiu sobre aquela mulher que Me proporcionou algum alívio, caiu sobre Mim, pois os soldados redobraram os puxões, para Me fizer andar mais depressa, a fim de compensarem o momento de pausa.

A um puxão maior, caí outra vez, tropeçando numa pedra. Tinha, nesse momento, fixado os olhos doloridos, movidos pelo Meu Coração magoado, naquela multidão, buscando alguma cara amiga. Esse consolo foi-Me negado. Além de só ver caras inimigas, caí.

Feri-Me ao cair. Foi ferida sobre feridas, como ainda hoje Me acontece, nos Meus contactos convosco.

Ainda hoje procuro amigos e não encontro. Apenas vejo inimigos declarados ou indiferentes. Vejo gente que se diverte, que vive para o prazer, gente que vive para o mundo, para as vaidades, para as ambições de dinheiro ou de honras, gente que vive para as satisfações dos seus corpos, gente que odeia, que se vinga, gente que faz gala da indiferença religiosa.

Vejo aqueles que vêm junto de Mim, para Me ofender, trazendo à Comunhão as suas almas em pecado. Vejo pessoas que fingem diante dos outros, parecendo o que não são.

É tudo isto que Eu vejo nos dias de hoje... e mais... muito mais...

Acompanhai o Meu Coração neste momento difícil.. Deixai que o vosso coração Me segrede aquelas palavras que sabeis que Eu gosto de ouvir, mas as segrede com verdade, com sinceridade, com intenção de mudar na vossa vida aquilo que Eu vos mostro que deve ser mudado.

Pai Nosso... Ave Maria... Glória...

 

Tende piedade de nós, Senhor!
Tende piedade de nós!

Que almas dos fiéis defuntos,
pela Misericórdia de Deus, descansem em paz.

8ª Estação: JESUS CONSOLA AS MULHERES DE JERUSALÉM

8ª Estação: JESUS CONSOLA AS MULHERES DE JERUSALÉM

p>Nós Vos adoramos e bendizemos, ó Jesus!
Que pela Vossa Santa Cruz remistes o mundo!

Todo o Corpo Me doía, em dores imensas. Mas eis que vejo um grupo de gente amiga. São ainda mulheres. Elas choram, choram de compaixão.

Estas mulheres personificam aqueles poucos amigos que vou encontrando pelos séculos fora, que, com as suas lágrimas, têm regado o Meu desconforto e, com os seus rogos, têm conseguido salvar almas e deter catástrofes.

Parei para lhes falar, porque, quando alguém se chega a Mim, não o deixo ficar em sensibilidades, mas ensino-o a progredir e a render.

Os soldados não puderam impedir-Me de falar, porque Eu sou o Senhor, e falo quando quero e a quem quero.

Mostrei a estas mulheres compadecidas o verdadeiro motivo pelo qual deviam rezar, o verdadeiro motivo que traz ao mundo tudo aquilo de que o mundo se queixa: o pecado.

Era sobre elas, sobre o seu próprio pecado e sobre os seus filhos, que deviam chorar, e, por esse motivo, procurar uma emenda de vida, que lhes desse forma de fugir a tantos males, e estender essa emenda sobre os seus filhos também.

É isso, exatamente, o que precisais também de fazer. Gosto que vos compadeçais do Meu Amor doloroso, mas deveis mergulhar nessa compaixão as vossas pobres vidas e as pobres vidas dos vossos irmãos; procurando, através da vossa oração e penitência, salvar aquilo que ainda pode ser salvo.

Pai Nosso... Ave Maria... Glória...

Tende piedade de nós. Senhor!
Tende piedade de nós!

Que as almas dos fiéis defuntos,
pela Misericórdia de Deus, descansem em paz.

9ª Estação: JESUS CAI TERCEIRA VEZ

9ª Estação: JESUS CAI TERCEIRA VEZ


Nós Vos adoramos e bendizemos, ó Jesus!
Que pela Vossa Santa Cruz remistes o mundo!

O esforço de falar e a brutalidade com que os soldados se vingaram da paragem a que os obriguei, fizeram-Me perder as poucas forças que Me restavam e, pela terceira vez, cai.

Foi uma queda muito mais dolorosa que as outras. Estava sem forças e não conseguia levantar o Meu Corpo completamente abatido de dor e prostração.

Neste momento, o Meu Coração estava profundamente humilhado, por revelar em Mim toda a fraqueza a que pode chegar o ser humano.

Com muitos de vós quero partilha, este Meu sentimento de humilhação, justamente com aqueles que mais perto querem ficar, que aceitarem beber até ao fim pelo cálice doloroso que mostra a vossa fraqueza, que mostra os vossos erros aos olhos dos vossos irmãos.

Quando chegardes a estes extremos, não vos façais diferentes do que sois, não trateis de fingir, porque tudo isso é orgulho que estraga a obra que, com essa humilhação queria fazer em vós, no sentido de penetrardes nas profundidades do Meu Coração Doloroso.

Nunca chegareis ao fundo das Minhas humilhações, mas internar-vos-eis na Minha intimidade, quanto mais profundamente consentirdes em mergulhar nelas.

Pai Nosso... Ave Maria... Glória...

Tende piedade de nós, Senhor!
Tende piedade de nós!

Que as almas dos fiéis defuntos,
pela Misericórdia de Deus, descansem em paz.

10ª Estação: JESUS E DESPOJADO DAS SUAS VESTES

10ª Estação: JESUS E DESPOJADO DAS SUAS VESTES

Nós Vos adoramos e bendizemos, ó Jesus!
Que pela Vossa Santa Cruz remistes o mundo!

Disse que aprendêsseis de Mim, que sou manso e humilde de Coração.

A humilhação bem aceite é um tesouro imenso, tanto maior, quanto maior for a humilhação e quanto melhor a aceitardes.

A humilhação totalmente aceite, torna-vos realmente humildes e participantes da Minha humildade, com corações semelhantes ao Meu Coração.

Só vos tomareis humildes, meus filhos, quando consentirdes que Eu vos faça participantes das Minhas humilhações, permitindo que os vossos irmãos vos humilhem.

Não vos adianta nada dizerdes mal de vós próprios, mas adianta-vos muito aceitar as humilhações.

A humildade, nascida da humilhação, leva-vos à mansidão, a outra virtude do Meu Coração, que quero compartilhar convosco.

Ao ser despojado das Minhas vestes, fui, mais uma vez, profundamente humilhado. Em cada humilhação que padeci, a Minha mansidão manifestou-se. Não Me rebelei aos que Me despojavam. Com mansidão, deixei-os apoderarem-se de tudo o que Me cobria.

Penetrai no Meu Coração e apossai-vos da Minha humildade e da Minha mansidão, quando vos despojarem das estimas, das amizades, das honras, dos louvores e de tantas coisas, atividades e gostos, a que vos sentis com direitos. Lembrai-vos de Mim que, neste Calvário, nem tinha o direito de cobrir o Meu Corpo.

Recorrei a Mim e Eu cobrirei com o Meu Amor toda a nudez que resultar dos vossos despojamentos, das vossas humilhações.

Pai Nosso... Ave Maria... Glória...

Tende piedade de nós, Senhor!
Tende piedade de nós!

Que as almas dos fieis defuntos,
pela Misericórdia de Deus, descansem em paz.

11ª Estação: JESUS É PREGADO NA CRUZ

11ª Estação: JESUS É PREGADO NA CRUZ

Nós Vos adoramos e bendizemos, ó Jesus!
Que pela Vossa Santa Cruz remistes o mundo!

"Não, há maior Amor do que dar a vida pelos amigos" disse-vos Eu, antes desta hora chegar.

Agora, realizava, em atos, aquilo que dissera.

É agora que sinto na Minha Carne, no enterrar dos cravos, nessas dares que nem conseguis imaginar, a verdade das palavras que tinha dito.

Sim, tinha-o dito... e agora cumpria-o! Dava, voluntariamente a vida por aqueles que amava, aqueles que, coma Deus, conhecia, desde a Criação, até ao fim do mundo, aqueles Meus, que tinha criado com tanto Amor, e que só respondiam com indelicadezas e toda a espécie de ingratidões.

Nesse momento de dor suprema para o Meu Corpo torturado, o Meu Coração estava cheio de amor. Podereis entender esta mistura da Suprema Dor e do Supremo Amor?

Sois muito fracos, muito pequenos, para entender qualquer destes sentimentos, até ao fundo.

Ao ser pregado na Cruz, estou realmente só com o Meu amor e com a Minha dor, pois vós não conseguis aqui penetrar.

Só poucas almas, muito poucas, entre os Meus Santos, lograram penetrar tanto no Meu Coração, através do caminho doloroso das humilhações, que entenderam e viveram um pouco deste mistério insondável de Amor e Dor. Viveram-nos comigo, quanto puderam e imolaram as suas vidas em união comigo, em holocausto de Amor.

Poderei, entre vós, escolher alguns para assim Me acompanharem a estas profundidades insondáveis de Dor e Amor, em solidão?

Pai Nosso... Ave Maria... Glória...

Tende piedade de nos Senhor!
Tende piedade de nós!

Que as almas dos fieis defuntos,
pela Misericórdia de Deus, descansem em paz.

12ª Estação: JESUS MORRE NA CRUZ

12ª Estação: JESUS MORRE NA CRUZ

Nós vos adoramos e bendizemos, ó Jesus!
Que pela Vossa Santa Cruz remistes o mundo!

A Cruz, a imobilidade, a dor infinita, os escárnios dos fariseus e do povo, a indiferença dos soldados, as picadas das moscas, o Frio, o Sangue que Me entra pelos olhos e Me tolda a vista, a dor de Minha Mãe... tudo isso são tormentos a que foi acrescentado o abandono do Pai.

Estou ali, realmente só, pois, nem na terra nem no Céu encontro consolo. A maior parte do tempo, não consegui ver a Minha Mãe, nem consegui ver pessoa alguma, porque o Sangue Me retirava a visão.

Não há isolamento maior que o Meu nesta agonia! Onde estais vós, Meus filhos, filhos por quem eu morro?

No Meu desconsolo extremo procurei-vos no futuro, através dos séculos. Sabeis o que vi? Vi desprezos, só desprezos, ódios, impurezas sem conta. Vi filhos que não Me aceitavam, que Me recusavam, que Me traíam. Vi-vos também a vós, Vi o aqueles pecados com que Me negastes e Me traístes, Vi o vosso pouco arrependimento, o fingimento com que tapais as vossas misérias. Vi a pequena chama que acendi nos vossos corações e que tantos deixam apagar, sufocar, em tibieza e buscas de consolações.

Essa pequena chama atraiu o Meu olhar magoado e a ternura do Meu Coração, que ninguém consola. Pesquisei em vós e vi que não era impossível conquistar-vos. Vi-vos nesta Via Sacra, debaixo da Minha Cruz, tantas vezes distraídos, com dificuldades de atingir a dor e a necessidade de consolo do Meu Coração.

Por isso tento vindo, ao longo dos séculos, a manifestá-lo a certas almas. Hoje procure chamar-vos a atenção para este Calvário, para esta Cruz, para toda esta dor, esta desolação.

É necessário que cumprais o vosso dever, por Quem tanto fez por vós, que vos deis a Quem Se deu, inteiramente, por vosso amor. E necessário que vos tomeis almas cheias de Amor, unidas coMigo, para poderdes compartilhar do Amor sem limites, que em dor a em ternura, brota do Meu Coração.

Pai Nosso... Ave Maria.... Glória...

Tende piedade de nos. Senhor!
Tende piedade de nos!

Que as almas dos fiéis defuntos,
pela Misericórdia de Deus, descansem em paz.

13ª Estação: JESUS É COLOCADO NOS BRAÇOS DE SUA MÃE

13ª Estação: JESUS É COLOCADO NOS BRAÇOS DE SUA MÃE


Nós Vos adoramos e bendizemos, ó Jesus!
Que pela Vossa Santa Cruz remistes o mundo!

Já morto, sou retirado da Cruz.  Esperam-Me os braços ansiosos dAquela que Me seguiu em toda a Minha dor, sem Me poder tocar.

Descem-Me da Cruz. com muito respeito, com carinho, todo o respeito e carinho com que não fui tratado anteriormente.

O pequeno grupo de amigos rodeia-Me nos braços de Minha Mãe, que Me acaricia. Em todos os olhares há mágoa, há amor, há lágrimas. Querem aproveitar os últimos minutos, para estar coMigo.

Fitam as Minha, feridas e não compreendem a razão pela qual as recebi. Não entendem sequer a razão da Minha morte. Só sabem que ficaram sem a Minha companhia, que tanto os consolava. E procuram prolongar esses minutos a roda do Meu Corpo morto.

Fitai, como este pequeno grupo de homens e mulheres, as feridas do Meu Corpo, pois vós sabeis bem qual a razão delas. Parai os vossos olhos sabre a ferida do Meu lado, essa Chaga que parecia inútil, pois tinha sido produzida quando o Meu Corpo já nada sentia, apenas para confirmar a morte.

Para vós e para todos os que Me amam, ela não é inútil. Sabeis que, por ela vos patenteio e entrego o Meu Coração. Por ela correm sobre vós os rios infinitos do Amor e do perdão misericordioso. Através dela, se lhe estiverdes atentos, podereis ver a infinita Misericórdia do vosso Deus.

A contemplação do Meu corpo morto, não é para vós inútil, nem estéril. Ela é para vós uma fonte de vida nova, através das minhas chagas, se a elas vos quiserdes unir, se vos quiserdes demorar tanto a fitá-las, que aprendais a introduzir-vos nelas.

Podeis demorar-vos nesta contemplação quanto quiserdes, muito, muito mais que aquele grupo que não se podia demorar, pela proximidade do sábado, e tinha que tratar do Meu sepultamento.

Não tenhais vós pressa em Me sepultar, para seguir com a vossa a vida indiferente. Demorai-vos comigo, contemplando as chagas que o amor produziu em Mim. Contemplai a Chaga do Meu Coração, até sentirdes em vós a participação do amor que dela brota, em torrente imparável, em torrente infinita.

Pai Nosso... Ave Maria... Glória...

Tende piedade de nos, Senhor!
Tende piedade de nós!

Que as almas dos fiéis defuntos,
pela Misericórdia de Deus, descansem em paz.

14ª Estação: JESUS É COLOCADO NO SEPULCRO

14ª Estação: JESUS É COLOCADO NO SEPULCRO

Nós Vos adoramos e bendizemos, ó Jesus!
Que pela Vossa Santa Cruz remistes o mundo!

Com muita mágoa, os Meus amigos colocaram-Me no sepulcro novo de José de Arimateia. Era o que de melhor encontraram para Mim. Teve que ser  tudo muito rápido, porque o tempo passava depressa, demasiado depressa para eles, que gostariam de proceder com perfeição e ficar ainda mais tempo com o Meu Corpo.

Tinham que Me deixar... e a saudade partia com eles. Levavam a mágoa de não compreender nada do que se tinha passado. A desilusão começava a manifestar-se, misturada nas últimas lágrimas.

Agora as sua lágrimas eram menos de amor por Mim e mais de amor por si próprios e pelas suas ilusões, as ilusões de grandezas, que tinham formado a Meu respeito.

Assim terminam todas as ambições pessoais. Desiludido sempre aqueles que Me buscam por si próprios, que Me buscam porque gostam de ser consolados com a Minha presença, porque gostam de rezar.

Furto a Minha presença e deixo sós aqueles que assim pensam. Deixo-os sentir a desilusão, a demora dos planos de santidade espetacular, que formaram. Deixo-os sentir a sua impotência para cumprir o que queriam anteriormente. Deixo-os ver a fealdade da miséria de que são feitos, embora só o faça até certo ponto, pois vós não suporteis se vo-la mostrasse toda.

É assim, deixando-Me no sepulcro, que tereis que seguir muitas vezes, confrontados convosco próprios. É então que é necessário agarrar-vos a mim, sem Me ver nem sentir.

A única forma, então, é a agarrar-vos ao Meu Amor, a absoluta confiança de que Eu não vos falto, porque vos amo, e não vos peço senão que Me ameis e vos abandoneis a Mim, Me entregueis a vossa miséria, para Eu realizar em vós, não o que quereis, o que vos agrada, mas o que Eu quero, aquilo que Me agrada.

Pai Nosso... Ave Maria... Glória...

Tende piedade de nós, Senhor!
Tende piedade de nós!

Que as almas dos féis defuntos,
pela  Misericórdia de Deus, descansem em paz.

15ª Estação: RESSURREIÇÃO

15ª Estação: RESSURREIÇÃO

Nós Vos adoramos e bendizemos, ó Jesus!
Que pela Vossa Santa Cruz remistes a mundo!

Eis o que acontece a quem confia em Mim para além de todas as agruras da morte, essa morte que, por vezes, desce as vossas almas, em sofrimentos, dúvidas e trevas.

Quando tal vos acontecer, voltai ao Meu sepulcro, fazei-vos pequenos, tão pequenos que possais introduzir-vos através do Sudário que Me cobria, e penetrar na Chaga do Meu Coração.

Aí, esperai com confiança a hora em que virei, pois Eu, que venci o mundo, o pecado e a morte, também vencerei as vossas trevas e ressuscitarei em vós a alegria do Amor, a certeza da luz, a felicidade de Me pertencer sem reservas.

Pai Nosso... Ave Mana... Glória...

Tende piedade de nos, Senhor!
Tende piedade de nós!

Que as almas dos fiéis defuntos,
pela Misericórdia de Deus, descansem em paz.

ORAÇÃO FINAL

ORAÇÃO FINAL

Ao terminarmos esta Via Sacra, queremos ainda ficar conTigo um pouco mais. E, ajoelhados a Teus pés, prometemos seguir aquilo que nos aconselhaste, enquanto conTigo caminhávamos.

Ao Teu Coração imploramos a grata de perseverarmos no Teu Amor e de o espalharmos sobre os nossos irmãos;

Concede-nos que entremos no Teu Coração e que, com a Tua bênção, lá permaneçamos para sempre. Amém

PARA ALCANÇAR AS INDULGÊNCIAS DA VIA SACRA:

Pelo Santo Padre:

Pai Nosso... Ave Maria... Glória...

Subir


Facebook
Telefone: (62) 3584-3843
Av. Circular, Qd. E, Lt. E-1 – Setor Expansul - Aparecida de Goiânia/GO - Brasil Cep 74986-250
Copyright © 2017 - Paróquia Santa Teresinha do Menino Jesus. Todos os direitos reservados.